Michael Campos

Supply Chain: veja a importância para seu negócio

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos!

    The Ultimate Managed Hosting Platform

    Compartilhe

    O termo pode não ser muito conhecido, mas Supply Chain é toda rede de processos envolvidos antes do produto final chegar nas mãos do cliente.

    Antes de chegar ao consumo final, uma mercadoria passa por uma série de etapas, que geralmente envolve diversas empresas, que vão muito além de uma indústria, sem contar a transportadora, que fará todo transporte.

    Ou seja, antes do consumidor usufruir do produto, por exemplo, uma porta para sala de alumínio, ela passa por diversos processos que chamamos de Supply Chain até a fase final. Entenda melhor esse conceito e como ele se aplica.

    Definição de Supply Chain

    Supply chain é termo americano que traduzido ao pé da letra significa “cadeia de suprimentos”, fazendo referência ao ciclo de vida de um produto, incluindo todas suas etapas, desde a compra dos insumos até o cliente receber de fato a mercadoria.

    A palavra cadeia remete a essa analogia, pois todos os integrantes desse ciclo, sendo o fabricante do produto o integrante principal, por exemplo, um crachá de identificação pvc está interligado aos outros meios de produção, pois um depende do outro para alcançar o resultado.

    Existem algumas atividades que compõe o supply chain, sendo elas:

    • Compra de insumos;
    • Transporte dos insumos para a fábrica;
    • Processo de transformar o insumo em produto final;
    • Armazenagem;
    • Processo de embalagem;
    • Transporte do produto final;
    • Distribuição;
    • Venda.

    Pense que por trás de cada etapa há uma infraestrutura de pessoas e empresas que devem prestar o devido suporte para que tudo ocorra bem.

    Desde a projeção do insumo, passando pela fabricação, contratação de terceirização de impressão para as embalagens, até o resultado final, todos esses processos fazem parte da mesma cadeia.

    Além dessas etapas diretas com os produtos, também existem as indiretas, que garantem que o ciclo de venda seja bem-sucedido, como o setor financeiro, o marketing, toda a infraestrutura de atendimento ao cliente, entre outros.

    Quando o termo supply chain é usado, ele diz respeito a todo esse gerenciamento de cada suprimento, onde cada integrante, seja as fábricas e fornecedores, são responsáveis igualmente por concluir a etapa final.

    Pois se qualquer um desses processos falhar, o resultado final não será o mesmo, por isso a ideia de cadeia onde todo esse ciclo gira.

    Diferença entre supply chain e logística

    Ao usar esse termo, pode ser que você pense que é o mesmo que logística, mas é preciso entender que a logística está ligada a todo o processo de transporte relacionado aos produtos.

    Por exemplo, na fabricação de ecobags personalizadas, a logística vai cuidar de como todos os insumos serão transportados, centralizando seu foco nisso.

    Já a supply chain atua em um contexto bem mais amplo, cuidando de diversas etapas de todo o processo, como a compra de materiais que vão fabricar o produto, planejamento de fornecedores, distribuição, estratégias de negócio, entre outros.

    Apesar de serem distintas, a logística é uma etapa que faz parte do supply chain. Aliás, o transporte é um papel crucial para que todos os prazos sejam cumpridos e o produto final chegue com sucesso.

    Como o supply chain funciona?

    Ele consiste na comunicação e dependência entre os integrantes. Usando um exemplo prático de uma empresa de fabricação de balão de coração metalizado valor final é definido por essas etapas.

    A fábrica entra em contato com os fornecedores dos materiais para execução do balão, para comprar toda matéria-prima para enfim fabricar o produto. Um serviço de transporte de cargas é contratado para recolher todos os insumos e levar até a fábrica.

    Enquanto isso, já existe uma empresa gráfica para fabricar todas as embalagens do produto. Além disso, o setor responsável já está em negociação com as lojas para vender os balões em suas lojas.

    Uma das últimas etapas é o transporte da fábrica para as lojas. Por fim, os balões chegam até o lojista, que compra direto com o fabricante.

    Esse é um pequeno exemplo das diversas etapas que existem em uma cadeia de suprimentos e toda a estrutura necessária por trás de todos os processos.

    Por isso é fundamental uma boa gestão para que todos os prazos sejam cumpridos, tornando o serviço muito mais eficiente e de qualidade.

    Além desses processos práticos, também existe o pós a toda a fabricação e venda, que é quando o cliente consome o produto, dando seu feedback de como foi toda a experiência, essa comunicação é importante pois pode gerar retornos.

    Dependendo da resposta, a fábrica pode entrar em contato com os fornecedores para exigir um produto de melhor qualidade. Toda essa comunicação é boa, pois gera mudanças.

    Importância do supply chain

    É de extrema importância para o varejo, pois é responsável por coordenar e integrar todos os setores que estão envolvidos na cadeia de suprimentos. Sem isso é quase impossível garantir que todas as etapas trabalhem de forma correta.

    Dessa forma, o supply chain trabalha como se fosse um acompanhamento e execução de obras, fiscalizando e vendo de perto todas as etapas para garantir o melhor resultado final, compartilhando todas as responsabilidades desde fabricação até atendimento ao cliente.

    Por isso o compartilhamento de informações de processos se torna cada vez mais indispensável para um bom andamento das empresas, tornando as etapas menos complexas.

    Seu maior desafio é fazer com que haja um melhor aproveitamento em todo o processo, para que tudo saia conforme planejado.

    Quais áreas o supply chain abrange?

    Ele envolve diferentes áreas e trabalham de uma forma conjunta, portanto todos os setores devem ser envolvidos e trabalhados de maneira conjunta.

    Como todo o processo conta com muitas etapas, existem diversas áreas que abrangem o bom desempenho, desde o correto armazenamento da matéria-prima até a venda ao cliente.

    Podendo envolver nessas áreas a matéria-prima, insumos, transportes, equipamentos, compra, estoque, organização, informações, entre muitos outros.

    Vantagens

    Seja sua empresa de instalação de ar condicionado industrial ou uma editora de livros, o supply chain te ajuda a melhor gerir o seu negócio, pois com uma gestão eficiente os benefícios são inúmeros.

    Como a redução de custos, pois uma vez que cada integrante concluir a etapa conforme foi esperado, as possibilidades de falhas são quase zero, com isso menos correção e o aumento nos custos operacionais.

    Assim sua empresa lucra mais e desperdiça menos com as falhas, além de construir uma boa relação com todos os envolvidos nos processos, garantindo uma boa efetividade.

    Outra vantagem é o uso de dados como base para decisões. Ao executar o supply chain você utiliza dados em diversas ações, todas essas informações coletadas diariamente vão te servir como base para decisões.

    Exemplo, numa empresa de construção de casas para vender, essas informações colhidas podem ajudar em investimento ou reduções financeiras, ações estratégicas para o futuro, compra de materiais, entre outras coisas.

    Coletar esses dados e gerar relatórios sobre o seu serviço vai te ajudar muito no dia a dia da empresa, principalmente em decisões importantes, sem contar como a comunicação é otimizada entre os integrantes.

    Toda essa interação com os fornecedores e todos envolvidos no processo gera ótimas oportunidades para o seu negócio.

    Pois uma boa qualidade de todos os serviços envolvidos irá impactar de forma positiva e diretamente o consumidor final, sem contar toda a comunicação com esses fornecedores garantidos uma boa negociação e vantagens.

    A melhoria no atendimento e prazos também é uma vantagem que chama atenção, pois no supply chain é importantíssimo que todos os prazos sejam cumpridos, aumentando os desafios, mas também o desempenho da equipe como um todo.

    Pois ter os lojistas e principalmente o consumidor final satisfeito com o seu produto, que chegou no prazo e ofereceu uma boa qualidade, proporciona um ganho enorme para todos envolvidos nesse processo, criando uma boa reputação da marca.

    E com isso aumentando a sua visibilidade no mercado, tornando muito mais fácil fechar negócios.

    Sem contar a gestão de estoque cada vez mais eficiente ao executar o supply chain, com a comunicação eficiente entre todos os envolvidos, gera uma gestão de estoque muito mais eficiente.

    Pois para o lojista é muito vantajoso solicitar os pedidos à fábrica antes mesmo de acabar os produtos, e para as fabricantes esse negócio é melhor ainda, pois assim consegue controlar seu estoque referente ao volume e armazenamento.

    Assim, toda essa sincronia na execução gera uma ótima relação na cadeia de suprimentos e evita falhas e prejuízos, seja no estoque ou no excesso de armazenamento dos insumos.

    Por isso, opte pela organização de supply chain para otimizar todas as etapas do seu negócio.

     

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:

    publicidade

    social

    publicidade