Michael Campos

Soft opening: saiba como funciona essa estratégia de marketing

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos!

    The Ultimate Managed Hosting Platform

    Compartilhe

    O nome soft opening, pode não parecer familiar para você, mas na verdade, é uma estratégia bem simples que costuma ser usada por estabelecimentos de food service e outros setores. 

    Dentro desta estratégia, as empresas realizam uma pré-inauguração, como teste para a abertura oficial de um restaurante, por exemplo. 

    Todo esse processo é realizado para que, até o dia da inauguração oficial, todos os ajustes sejam feitos para garantir o melhor serviço possível para os clientes. 

    É interessante dizer que, independentemente do ramo, seja uma empresa de toldos ou um restaurante, todos os equipamentos, além da própria equipe, precisam estar preparados para lidar com a rotina do negócio. 

    Ou seja, antes de começar de fato um negócio, o ideal é que aconteça uma preparação completa em todos os sentidos. 

    Ter esse tipo de cuidado impacta desde o início da trajetória de uma empresa de perícia de engenharia, por exemplo, faz com que todo o negócio consiga se tornar cada vez mais consolidado no mercado em que atua. 

    Caso você seja aquele tipo de pessoa que está pensando em expandir a sua marca em franquias, ou apenas inaugurar um novo negócio, o soft opening pode ser a estratégia correta para entrar no mercado com o pé direito. 

    Dito isso, antes de entender todas as etapas necessárias para o funcionamento desta estratégia, vamos primeiro conhecer o que de fato é o soft opening. Confira:

    O que é soft opening?

    Em resumo, podemos definir o soft opening como um ensaio da estreia de um novo estabelecimento, sendo, por exemplo, uma alternativa para que uma fábrica de placas de sinalização desenvolva uma campanha para mostrar ao mercado que está se inserindo na área. 

    Em outras palavras, trata-se de um modelo de pré-inauguração dias ou semanas antes do comércio abrir suas portas para o público geral. 

    O fato de muitas empresas optarem pela estratégia, é devido a sua grande vantagem de conseguir testar todas as operações para um número menor de pessoas. 

    Normalmente, as primeiras pessoas a desfrutar dessas operações são convidados. Nesse processo, os gestores responsáveis tentam entender o que está fluindo, e o que precisa ser ajustado para só então, fazer a grande inauguração. 

    Esse tipo de solução é bastante interessante para restaurantes, bares e outras variações de food service, devido ao fato de ser um empreendimento que exige, por natureza, uma sincronia e organização em todas as etapas. 

    Contudo, é importante pontuar que esse tipo de estratégia também pode ser adotado por uma fábrica de corte a laser e outros negócios que trabalham com um processo onde há uma série de etapas para desenvolver o produto final. 

    Você provavelmente conhece aquele ditado que diz: a primeira impressão é a que fica. Pois bem, a pré-inauguração pode ser entendida como uma forma de evitar uma estreia para o público geral com falhas e erros. 

    A partir do momento que a empresa começa a convidar um grupo seleto de pessoas para testar o local, os pedidos e o atendimento, bem como o ritmo na cozinha, serão fatores que você poderá trabalhar para garantir que a inauguração oficial seja um sucesso. 

    Esse tipo de pré-inauguração é ainda mais interessante para os estabelecimentos que, por algum motivo, fecharam as portas e estão voltando para as atividades, com o objetivo de colocar em prática uma nova direção. 

    Como um soft opening funciona?

    O soft opening costuma acontecer perto da data de inauguração do estabelecimento, mas para um número limitado de pessoas. 

    A ideia por trás dessa estratégia, é testar diversos elementos que são essenciais para que o processo de funcionamento do estabelecimento seja saudável. No geral, esses elementos são:

    • Menu;
    • Cozinha;
    • Estrutura;
    • Atendimento;
    • Equipe;
    • Sistema de gestão;
    • Formas de pagamento. 

    Esses elementos acima, são os principais fatores para o funcionamento do estabelecimento, sendo também, essenciais para o funcionamento de empresas do setor alimentício, mas podem ser adaptadas para empresas de terceirização de impressão

    Contudo, há outros detalhes que podem aparecer ao decorrer do tempo que irão compor o fluxo de operação do negócio. Com essa pré-inauguração, a empresa passa a entender o que está funcionando e o que é necessário resolver antes de começar o negócio de fato. 

    Em outras palavras, isso significa que é uma chance de colocar tudo em ordem antes de receber os futuros clientes.

     Isso porque, o pior cenário possível seria inaugurar uma empresa, seja um restaurante ou até mesmo  uma empresa de rótulos adesivos despreparada para lidar com a demanda, portanto, a preparação é fundamental. 

    Devido ao fato de ser uma espécie de ensaio, a outra vantagem é que os gestores responsáveis terão acesso aos primeiros feedbacks dos serviços prestados. 

    Quais as vantagens dessa estratégia?

    Ao decorrer deste artigo, você provavelmente já conseguiu identificar algumas vantagens que essa estratégia é capaz de proporcionar, certo?

    Pensando naquelas pessoas que não estão totalmente convencidas, listamos alguns benefícios abaixo que podem influir na decisão de optar, ou não, pela inserção do soft opening. 

    Melhoria de processos e adaptação

    Ao fazer essa pré-inauguração, é possível ter um tempo mais do que suficiente para adaptar ou melhorar certos processos que, inicialmente, devem ser prioridade para serem corrigidos. 

    Caso seja necessário contratar mais pessoas para o atendimento, ou para o preparo dos pedidos, por exemplo, o estabelecimento ainda terá um tempo sobrando para recrutar novos colaboradores. 

    Validação do cardápio e dos preços 

    Algumas pessoas acham que o soft opening é útil apenas para fazer ajustes antes da inauguração oficial, mas ele é também uma excelente oportunidade de validar as opções de cardápio, como os pratos, bebidas e sobremesas, e entender qual é a satisfação dos convidados com o menu. 

    Nesse processo, é importante colher feedbacks para entender se existe algo que precisa ser repensado, ou que está perfeito da maneira em que foi apresentado. 

    Trata-se do mesmo cuidado que é tomado quando um gestor decide investir em um forno a lenha para pizzaria profissional, por exemplo. 

    Em alguns casos, a pré-inauguração acontece com um menu cortesia, onde o convidado não irá pagar pelos alimentos que forem consumidos. Contudo, mesmo nesses casos, é importante perguntar se os preços estão atrativos justamente para validá-los. 

    Treinar a equipe

    Melhor do que um treinamento teórico, é colocar todo o conhecimento em prática. O soft opening faz com que consiga treinar toda a sua equipe no contexto real de uma rotina de trabalho. 

    Da mesma forma que é importante buscar feedbacks dos seus clientes, é importante estar por perto de seus colaboradores para entender o que precisa ser melhorado. 

    Essa prática, na verdade, é recomendada até mesmo para uma loja que vende garrafa squeeze atacado, visto que os funcionários são responsáveis direto pelo número de vendas. 

    A partir do momento que há que precisa ser corrigido, o gestor automaticamente terá uma oportunidade para fazer um treinamento com os seus colaboradores. 

    Dito isso, podemos finalizar as vantagens dizendo que você ainda pode desfrutar de ter um retorno financeiro, e prever os gastos e o faturamento da empresa ao decorrer do tempo. 

    Como colocar em prática 

    Até aqui, você pôde ver as principais vantagens que essa estratégia pode proporcionar. Agora, vamos ao que realmente interessa: quais são os passos para colocar o soft opening em prática? Confira:

    Encontre a melhor data

    Por sua vez, o soft opening pode ser feito dias ou semanas antes da inauguração oficial do estabelecimento para o público aberto. Contudo, a dica é que a pré-inauguração aconteça em uma data próxima, visto que a ideia é fazer pequenos ajustes, e não uma grande reforma. 

    Defina uma lista de convidados

    Antes de tudo, saiba que para fazer esse tipo de evento, é necessário contar com uma lista de convidados. O ideal é que você pense em pessoas que possam contribuir com a evolução do seu negócio. 

    Familiares, pessoas, amigos ou até mesmo parceiros comerciais e fornecedores podem participar da sua inauguração. 

    Divulgue o soft opening

    O próximo passo a ser dado, é divulgar o evento e realizar os convites. Caso prefira, você pode divulgar mandando mensagens, usando e-mail ou até mesmo boca a boca para as pessoas mais próximas. 

    Busque promover uma experiência satisfatória

    Tenha em mente que todos os detalhes deste evento irão influenciar na experiência dos clientes, portanto, tenha cuidado com todos os elementos. Não pense que só porque é um teste, não vale a pena ter o cuidado como um dia qualquer da rotina da empresa. 

    Conclusão

    De fato, adotar o soft opening para garantir o sucesso de um negócio é uma alternativa que, empresas que buscam se consolidar no mercado, não pensam duas vezes em adotar a estratégia. 

    É interessante dizer que o soft opening pode ser usado tanto por empresas pequenas, quanto as grandes. Ou seja, não é uma estratégia exclusiva para um determinado porte de negócio. 

    Independentemente do segmento da sua empresa, é importante trabalhar em todos os elementos que vão ajudar a receber os seus clientes. Dessa forma, o soft opening se torna ainda mais uma estratégia válida para todos os portes de empresa. 

     

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:

    publicidade

    social

    publicidade