Michael Campos

Planejamento de conteúdo: o que não pode faltar

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos!

    The Ultimate Managed Hosting Platform

    Compartilhe

    Aqueles conteúdos realmente bons e tocantes são fruto de um bom e estratégico planejamento de conteúdo. Neste artigo você vai aprender mais sobre esse tema, entendendo a importância, porque fazer um planejamento e como montar o seu.

    O que é o planejamento de conteúdo e para que ele serve?

    Planejamento de conteúdo é o processo de estruturação e preparação de conteúdos com o objetivo de educar ou conduzir os clientes a tomarem uma decisão.

    Esse processo costuma começar com um conceito, uma ideia inicial, embora existam muitas formas de planejar conteúdo. A ideia para o planejamento e o conteúdo não surge do nada e normalmente tem uma pesquisa prévia como base.

    O grande objetivo é entregar algo de valor para o leitor, como uma informação que agregue conhecimento ou um conteúdo interessante. Ignorando essa etapa, a probabilidade de reproduzir temas aleatórios que já existem na rede é grande.

    Outra questão é que fica bem mais difícil acertar a produção e entregar as informações certas que respondem aos principais questionamentos do público de sua empresa de licenciamento ambiental cetesb.

    Por que fazer um planejamento de conteúdo?

    O marketing de conteúdo é algo que traz inúmeros benefícios para uma empresa que deseja conquistar um determinado público. Nesse sentido, o planejamento de conteúdo tem como meta atrair o máximo de clientes para seu produto ou serviço.

    Além disso, essa estratégia atua como um gatilho para que outros recursos do marketing digital entrem em ação e potencializem suas ações. Mas esse não é o único benefício da adoção de um planejamento de conteúdo. Seguem algumas das principais vantagens dessa ferramenta:

    • Aumento do tráfego orgânico; 
    • Qualificação de leads;
    • Menor Custo de Aquisição de Clientes; 
    • Geração de autoridade digital.

    Como poder ver os benefícios para sua empresa de guarda corpo de vidro para sacada são diversos e interessantes.

    Como montar seu planejamento de conteúdo?

    Listamos a seguir as principais etapas que irão te ajudar a montar o seu próprio planejamento de conteúdo.

    Seja data driven

    Ser data driven é simples pois se trata de ter uma cultura baseada em dados, ou seja, realizar análises diárias de como estão as métricas e objetivos de seus conteúdos.

    Um mindset data driven se forma ao eliminar a cultura do achismo, das decisões embasadas em intuições e das metas inalcançáveis.

    Antes de começar seu planejamento, você precisa saber que precisará analisar constantemente quais são os conteúdos mais lidos, as taxas de visitantes em seu site, o tempo de leitura de cada página, entre outras métricas.

    Também será preciso construir metas mensuráveis sobre o que você pretende atingir com o planejamento de conteúdo de sua empresa de sensor ultrassônico.

    Você já tem a sua persona?

    Uma persona é uma representação semi fictícia de seu cliente ideal, sendo a conjuntura de todos os traços em comum de seus clientes. Isso quer dizer tudo aquilo que eles têm em comum e que faz diferença na hora de adquirir seus produtos, como:

    • Idade;
    • Rotina;
    • Comportamentos de compra;
    • Objetivos de vida;
    • Dificuldades diárias;
    • Entre outros.

    Entrevistando seus melhores clientes você consegue traçar esse perfil. Com essas informações em mãos, tende-se importantíssimos elementos para direcionar conteúdos mais atraentes para seu público.

    Como é a jornada do seu cliente?

    Jornada do cliente é todo o processo de compra que seus clientes têm em comum, indo desde o primeiro contato com sua marca, passando pela aquisição do produto e indo até o pós-venda para garantir a satisfação. A jornada do cliente tem as seguintes etapas:

    • Descoberta;
    • Consideração;
    • Decisão;
    • Retenção;
    • Lealdade.

    Na descoberta, o lead descobre que tem um problema. Na consideração ele já sabe desse problema e está pesquisando como é possível solucioná-lo, como contratar uma portaria remota.

    Na decisão, o cliente está ciente que precisa comprar um novo produto, então procura aquele que melhor resolve seu problema.

    Na retenção, ele deixa de ser um lead para se tornar um cliente, estando em uma fase que precisa ter uma experiência maravilhosa com seu serviço ou produto.

    Na etapa da lealdade o trabalho de pós-venda continua. O objetivo é deixar todos os seus clientes nessa etapa. Aqui você tem um cliente fiel a sua marca e que a indica para amigos e familiares.

    Após mapear a jornada do cliente, será possível identificar os principais desafios e problemas do seu lead, em cada uma das fases. Dessa forma é possível planejar conteúdos estratégicos que sejam úteis para seu lead, ajudando-o da devida maneira.

    Imagine, por exemplo, que ao mapear a jornada do cliente, você identificou que entre as etapas de retenção e lealdade, seu cliente está tendo dificuldades de lidar com o produto.

    Então você pode investir na elaboração de um manual de instruções ou mesmo investir na equipe de atendimento, garantindo que a jornada possa seguir com mais fluidez para a próxima etapa.

    Levantamento de palavras-chave

    É importante ter um leque de palavras-chave principalmente quando falamos em conteúdos de texto para blog que estão diretamente ligados ao SEO (Otimização para Mecanismos de Busca).

    Uma palavra-chave é um termo pesquisado nos buscadores, como o Google, por seus leads quando eles estão com um problema.

    Com uma palavra-chave como “painel elétrico industrial” você está um passo à frente, conseguindo identificar um problema na jornada de compra e oferecer uma solução para seu leitor.

    Uma vez que você esteja ciente das dores dos seus clientes, que se relacionam à solução que seu produto oferece, você precisará produzir conteúdos focados nessas soluções.

    Em sua busca por palavras-chave você encontrará as long tail e as head tail, que são palavras-chave longas e curtas, respectivamente. 

    Com ferramentas como o SemRush e o Ubersuggest, você conseguirá ver o nível de competitividade dessas palavras-chave, bem como a relevância delas para os buscadores.

    Assim você poderá identificar se existem buscas para essa dúvida que você identificou na jornada do cliente e assim fazer conteúdos relevantes para seu público.

    Nossa dica valiosa é equilibrar a quantidade de head e long tail, pois dessa forma você consegue ser generalista e específico em seus conteúdos sobre demolição de prédios, atraindo mais leads nos diferentes momentos da jornada do cliente.

    Crie um calendário de postagens

    Nesse momento, mais do que nunca, as informações de sua persona são importantes, pois antes de publicar aleatoriamente seu conteúdo é fundamental identificar algumas questões para construir seu calendário de postagens.

    É importante que esse calendário esteja sempre atualizado para garantir que seu cliente esteja sempre em contato com a sua marca da forma mais atual possível e para estar bem avaliado no SEO dos buscadores, tendo um blog movimentado e bem avaliado.

    Seu calendário de planejamento de conteúdo deve abraçar tanto as redes sociais, como Twitter, Facebook e YouTube, quanto o blog.

    Lembre-se que em cada um desses canais existem suas peculiaridades, como quantidade de publicações semanais, horários que melhor engajam, entre outros detalhes que devem ser pontuados na sua persona.

    E considere também a frequência das publicações de seu blog sobre administradora de condomínios. Isso vai variar de acordo com a persona, pois enquanto algumas pessoas conseguem lidar com 2 publicações por dia, outras preferem uma por semana.

    Crie uma rotina de monitoramento

    Para comprovar a eficácia da sua estratégia é preciso monitorar através de dados seus resultados.

    Crie KPIs (Indicadores-chave de Performance) e uma rotina de monitoramento para identificar aquilo que está dando certo e errado, de forma que você sempre pode buscar o melhor.

    Ferramentas de marketing de conteúdo

    Existem algumas ferramentas muito úteis que podem te ajudar com o planejamento de conteúdo para sua empresa fabricante de garfo para churrasco.

    Além disso, existem alguns recursos que podem facilitar o planejamento de conteúdo e ainda aumentar a produtividade dos produtores digitais. As principais ferramentas que existem nesse sentido são ferramentas que já são amplamente usadas por empresas, como:

    • Trello;
    • Canva;
    • Google Keyword Planner – Planejamento de conteúdo;
    • HeroSpark.

    Com esses importantes recursos você irá conseguir otimizar o processo de planejamento de conteúdo.

    Considerações finais

    Com todo esse conteúdo sobre planejamento de conteúdo você conseguiu perceber a real importância dele? Finalizando, é preciso lembrar que mesmo um conteúdo produzido de forma aleatória pode trazer resultados para sua marca.

    No entanto, quando o conteúdo é elaborado de forma estratégica, os ganhos são imensos, com consequências como a redução do CAC (Custo de Aquisição por Cliente), maior volume de visitantes, qualificação dos leads, entre outros benefícios.

    Então não negligencie sua estratégia de conteúdo, pois ela será extremamente importante para seus próximos passos. 

    É possível que você esteja produzindo conteúdos de alta qualidade, mas se não houver planejamento estratégico é bem provável que você esteja perdendo muitas oportunidades.

     

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:

    publicidade

    social

    publicidade