Michael Campos

Arquitetura de marca: saiba o que é e como funciona

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos!

    The Ultimate Managed Hosting Platform

    Compartilhe

    Você sabe o que é arquitetura de marca e como ela funciona? Ela é uma estratégia que serve para organizar todas as opções que são oferecidas de serviços e produtos internamente na empresa, e como será visto pelo consumidor final.

    Ou seja, quando a sua empresa de serviço de guincho tem um grande portfólio de serviços ou produtos, esse segmento ajuda a planejar expansões.

    Para entender melhor como funciona a arquitetura da marca, as vantagens, seus diferentes tipos e tudo que você precisa saber, caso queira expandir seu negócio, continue lendo esse artigo, pois separamos as melhores informações sobre o assunto.

    O que é Arquitetura de marca?

    Esse é um sistema que visa organizar marcas, produtos e serviços para facilitar a identificação de cada um deles pelo público.

    Assim você cria uma hierarquia de marcas, com base nos objetivos de crescimento da sua empresa, é importante que se mantenha a consistência para que sua marca seja reconhecida.

    Afinal é importante que se fortaleça o prestígio e posicionamento da marca mãe do seu negócio.

    Só para você entender melhor, uma empresa de equipamentos para laboratório de química que possui uma marca mãe, ou seja, a marca principal do seu negócio e deseja criar outra marca para vender outros produtos.

    Com isso, usa o sistema de arquitetura da marca para conseguir organizar todos seus produtos e serviços, assim é mais fácil do cliente entender que apesar de ser a mesma empresa, pois cada marca é referente um tipo de serviço.

    Assim, por mais que se tenha uma infinidade de produtos e serviços, cada uma delas recebe uma espécie de selo de aprovação da marca mãe, ou seja, o cliente já conhece a empresa e confia em todos os produtos que surgem dela.

    Tipos de arquitetura da marca

    Existem alguns tipos de arquitetura da marca e elas são divididas em três categorias, que são maneiras diferentes de organizar as marcas dentro de uma empresa.

    Funciona assim, uma empresa de motor hidráulico que deseja criar outra marca com algum segmento diferente dos seus produtos, pode escolher entre esses três tipos de arquitetura de marca:

    • Monolítico;
    • Endossada;
    • Independente.

    É importante salientar que existem muitas maneiras de arquitetar a sua marca, muitas das grandes empresas que vendem produtos e serviços tem uma mistura de estratégias, vamos citar alguns exemplos para te guiar nessa jornada.

    Arquitetura de marca monolítica

    Esse primeiro tipo é caracterizado por uma marca principal forte e única, funciona assim: o logotipo principal é utilizado em diferentes variações de cores com uma marca subsidiária.

    Exemplo, uma empresa de prestação de serviço de armazenagem tem um logo quadrado nas cores vermelha e azul, ao criar uma nova marca pode, essa empresa pode usar o mesmo logotipo só que com cores diferentes que remetem a esse novo produto.

    Assim os clientes fazem sua escolha baseada na fidelidade da marca, afinal eles vão bater o olho e saber que se trata de uma marca daquela empresa específica, nessa abordagem as características e benefícios não são levados em consideração.

    Afinal, essa pessoa já conhece e confia na marca principal.

    Arquitetura de marca endossada

    Nesse segundo tipo o que chamamos de assimétrico, e é caracterizado pela sinergia de marketing entre o produto e a marca mãe, esse produto tem uma presença de mercado muito definida e com isso se beneficia da associação.  Com isso endossa a visibilidade da marca mãe.

    Exemplo, uma empresa de engenharia de estruturas, ao utilizar essa abordagem não usa as cores para separar a marca como no exemplo acima, mas depende da visibilidade da marca principal, com apenas um logotipo projetado.

    Arquitetura de marca independente

    Já o terceiro tipo é o que chamamos de independente, ele é caracterizado por uma série de marcas e consumo que já são conhecidas no mercado, geralmente a marca mãe é invisível ou irrelevante para o consumidor.

    Um exemplo, uma empresa prestadora de serviços ambientais cria uma marca de produtos veganos, os clientes não vão saber que aquela marca secundária faz parte da mesma empresa, só é de conhecimento dos investidores.

    Muitas empresas matriz utilizam esse sistema, assim cada submarca tem a sua própria imagem.

    Esses são os tipos mais usados quando o assunto é arquitetura da marca, cada um deles tem seus pontos fortes e fracos, por isso é importante conhecer a sua marca e segmento, assim será mais fácil identificar qual melhor funciona para o seu negócio.

    Qual a importância da arquitetura de marca?

    A arquitetura da marca é um meio para empresas de todos os portes, desde pequenas como uma de afiação de instrumentos cirúrgicos até as multinacionais de tecnologia, assim elas se comunicam de forma transparente no mercado.

    Com isso fica mais fácil associar os produtos e sinalizar os clientes, para saberem que estão lidando com a mesma marca mesmo adquirindo produtos diferentes.

    Sem contar sua importância para estimular uma associação positiva, afinal os clientes já conhecem aquela marca e não precisam desconfiar da sua qualidade, assim fica mais fácil se firmar no mercado.

    Isso também mostra para os clientes e concorrentes a produtividade e expansão da marca, além da preocupação de oferecer diversos produtos com a mesma qualidade da marca principal.

    Isso mostra como a marca está antenada para as tendências do mercado e se preocupa com o seu consumidor.

    Além disso, demonstra que a empresa não tem medo de se arriscar e produzir diversos conteúdos em torno da marca mãe, essa visibilidade funciona como um selo de aprovação que é muito importante para aqueles clientes que já conhecem a marca.

    Quais as vantagens

    É importante apontar algumas vantagens específicas ao se utilizar a arquitetura de marca no seu negócio, conheça algumas delas.

    Atendimento de necessidades específicas

    Ao utilizar a arquitetura na sua marca é muito mais fácil segmentar os seus serviços, assim não ficam todos juntos, o que pode acabar confundindo o seu cliente, além disso, você consegue falar com cada público-alvo.

    Exemplo, você tem uma empresa de estudo de impacto de vizinhança e quer criar uma empresa que estude o perfil do consumidor, ao utilizar a arquitetura de marcas, você consegue individualizar cada serviço.

    Assim você entende os diferenciais e cria uma conexão com a empresa específica para cada marca.

    Redução dos custos de marketing

    Quando as marcas são bem arquitetadas, aumentam a eficiência das ações de marketing e com isso o empreendedor pode apostar em promoções cruzadas, algo que envolva a marca mãe e as outras, mostrando que todas fazem parte da mesma empresa.

    Dessa forma você usa o prestígio de uma para alavancar a outra, e poupa alguns recursos que podem ser utilizados em outras questões da marca e do produto.

    Esclarece o posicionamento de marca

    A arquitetura da marca trabalha para oferecer a maior transparência possível na interação direta com os clientes e na apresentação do mercado, afinal a clareza na comunicação é fundamental para uma marca se posicionar no mercado.

    Não tem porque você esconder fatos, ou algo, pense que a sua marca já está estabelecida no mercado, as pessoas já consomem seus produtos, por isso mantenha tudo claro.

    Assim os consumidores têm mais confiança, sem contar que fica muito mais fácil entender de onde vem o produto e todos os valores positivos que estarão associados a essa nova marca.

    Confere flexibilidade para a empresa se expandir

    Quando se tem uma boa estratégia e se consegue executar bem a arquitetura da marca, a empresa consegue agregar à marca mãe novos produtos, com maior facilidade, assim é possível acompanhar toda expansão das atividades.

    Sem contar que o mercado já consegue absorver melhor essa ideia, e toda organização da empresa entende que existe uma boa aceitação dessas mercadorias, com isso se sente mais confiante para expandir esse mercado cada vez mais.

    Aumenta a proposta de valor oferecida aos clientes

    Quando ocorre uma boa divisão das submarcas, e elas estão claras, o cliente consegue entender qual a proposta de cada produto, com isso fica mais fácil convencer e fidelizar esse usuário.

    Viu como um bom planejamento é uma boa arquitetura da marca faz toda diferença, com isso você consegue:

    • Expandir seu negócio;
    • Se manter firme no mercado;
    • Aumentar a gama de serviços e produtos oferecidos;
    • Entre diversos outros benefícios.

    Como ficou claro, a arquitetura de marca pode beneficiar e muito a expansão da sua empresa, além de facilitar o entendimento do cliente referente aos serviços e produtos oferecidos.

    Se você está pensando em criar uma submarca, analise todos os pontos que foram apresentados nesse artigo e comece a estudar e desenvolver essa proposta na sua empresa, afinal seu negócio só tem a crescer.

     

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:

    publicidade

    social

    publicidade