Michael Campos

5 dicas de como fazer a sua URL ser forte no Google

Gizella Almeida
Gizella Almeida

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos em primeira mão!

    Compartilhe

    Todo site quer saber como fazer a sua URL ser forte para se destacar perante a concorrência e se tornar uma referência para os clientes. Além de um conteúdo atraente e um planejamento adequado de marketing digital, a otimização de URL é uma das tarefas de SEO (Search Engine Optimization) que devem ser configuradas. 

    Dessa forma, é possível empreender uma etapa necessária que toda e qualquer empresa que está inserida no ambiente virtual deve seguir para garantir que o site seja amigável para SEO e, assim, melhorar o posicionamento do Google.

    Do que se trata uma URL amigável para SEO?

    Antes de responder a essa pergunta, é importante entender sobre as terminologias básicas que ajudarão a entender do que se trata todo o assunto. 

    Um URL é um acrônimo para Uniform Resource Locator, em português “localizador padrão de recursos” que, em termos simples, se trata do endereço da web de uma página que pode ser utilizado para:

    • E-mail online;
    • Plataformas de pesquisa;
    • Redes sociais;
    • Sites variados.

    Cada página da web tem um URL exclusivo, assim como as contas de e-mail de cada pessoa, setor de uma empresa, um representante governamental ou página em uma rede social. 

    A exclusividade é alcançada pelo nome de domínio, com terminologias que podem se seguir a:

    • Comercial (.com);
    • Geral (.net);
    • Governamental (.gov);
    • Organização (.org).

    O conjunto de caracteres de uma instituição, uma organização ou um estabelecimento comercial forma uma única URL, tornando o endereço exclusivo de uma página. 

    Assim, a URL de uma única página tem duas partes, sendo a primeira que configura o domínio, que não é configurável, e a segunda parte é o caminho para encontrar as mais diversas páginas dentro do domínio, que é configurável. 

    Vale ressaltar que duas páginas no mesmo domínio não podem ter o mesmo URL, ou então pode haver um conflito que impede encontrar a página determinada que vende camara fria para açougue, sem diferenciar da que é destinada para padarias e supermercados. 

    Agora, para responder a pergunta sobre o que é um URL amigável para SEO, a resposta descreve com precisão a página usando palavras-chave fáceis de ler tanto para os mecanismos de pesquisa quanto para os usuários. 

    Esse é o primeiro passo de otimização quando se trata em tornar a URL amigável, ou seja, utilizar palavras-chave que sejam relevantes para o conteúdo de um site que trabalha com a venda de camara fria para cerveja destinada a bares, lanchonetes e restaurantes.

    Com isso, tanto o algoritmo entende qual o foco daquela página, como sua localização se torna mais fácil e a memorização do internauta facilitada. 

    No entanto, há muito mais além que pode ajudar na prática de SEO e melhora de posicionamento do Google.

    Importância da URL para posicionamento do Google

    Quanto mais direta é uma URL, melhor se ajusta aos algoritmos do Google, que conseguiu se tornar melhor e mais eficiente quando se trata de interpretação de endereços digitais ao longo do tempo. 

    Essa capacitação influencia quase todos os CMS (Content Management System), ou Sistemas de Gestão de Conteúdo, pois eles são capazes de gerar URLs otimizados para SEO (inclusive os simplificando), e se mostram como um fator de classificação de ranqueamento nos resultados Google.

    Embora seja um fator de SEO menor, vários estudos de ranking de otimização do motor de busca mostram que a maioria das páginas nas primeiras posições do Google tem URLs otimizadas.

    Isso torna a experiência do usuário melhor e fácil de entender que se trata, por exemplo, de um conteúdo sobre escritório despachante Florianopolis, com serviços exclusivos e de forma localizada

    A URL mostrada nos resultados da pesquisa e as URLs bem elaboradas são mais informativas e atraentes para os usuários. 

    Como consequência, isso significa maiores CTRs (Click Through Rate), ou seja, taxas de cliques elevadas e que resultam em tráfego e conversão mais qualificados para os sites. 

    Uma última relevância que vale destacar é que, se uma URL contar com palavras-chave relevantes, isso fornece aos mecanismos de pesquisa mais informações sobre a página, elevando a capacidade do SEO sobre os resultados nas primeiras páginas de resultados de pesquisa.

    5 dicas de SEO para posicionamento do Google

    A estrutura de nomes de domínio e URLs pode ajudar, de forma contundente, os mecanismos de pesquisa para que classifique, de maneira adequada, nas primeiras posições entre os resultados do Google. 

    A gigante da tecnologia lida diariamente com muitos desafios técnicos, porém, quando se trata de SEO para deixar a URL forte no Google, o melhor a se fazer é facilitar tanto para os algoritmos quanto para os usuários, e assim os resultados tendem a ser melhores. 

    Dessa forma, é possível seguir as 5 dicas a seguir, com práticas de SEO para melhor estruturar as URLs de um site. 

    1. Use um único domínio e subdomínio

    Há muitas URLs que movem o conteúdo de um subdomínio para subpastas e, tendo os resultados aprimorados é possível direcionar o usuários entre os conteúdos e retê-los nas páginas.

    Contudo, se não for feito corretamente, pode mover conteúdo para um subdomínio e perdendo tráfego, visto que a página pode não estar devidamente indexada.

    Isso não quer dizer que não pode funcionar, e se um subdomínio é a única maneira de criar um blog para a empresa de conservação e limpeza ou criar o conteúdo necessário, então é possível recorrer a essa ferramenta.

    Entretanto, é mais provável que o blog tenha um melhor desempenho nos rankings se estiver tudo junto em um subdomínio e um domínio raiz, facilitando a relação entre as páginas e evitando perdas e “espalhamento” dos usuários entre endereços distintos.

    1. Deixe o endereço legível 

    Não deve ser surpresa que, quanto mais fácil for uma URL para leitura dos usuários, melhor será para os mecanismos de busca. 

    A acessibilidade sempre faz parte do SEO, ainda mais quando os mecanismos podem aproveitar os sinais avançados de dados de usuários e de uso para determinar como as pessoas estão se engajando em um conteúdo sobre linha de transmissão de energia elétrica e quais os temas/páginas mais buscados e acessados.

    O requisito não é que cada aspecto do URL seja absolutamente limpo e perfeito, mas que pelo menos possa ser facilmente compreendido e atraente para quem procura esse tipo de conteúdo. 

    1. Invista em palavras-chave em URL

    Utilizar palavras-chave nas URLs se mostra uma ideia sólida e muito útil, pois é possível segmentar as classificações de busca e ajudar os algoritmos, também categorizando as páginas criadas no site. 

    Primeiro que as palavras-chave na URL ajudam a indicar para aqueles que encontram em outros pontos, como em redes sociais, e-mails corporativos ou ao passar o mouse sobre um link, assim eles podem prever se irão obter o que esperam e desejam ao acessar o link. 

    Quem procura sobre leitor RFID para instalar em um estabelecimento comercial, os URLs podem ser copiados e colados de forma regular e, quando não há texto âncora usado em um link, o próprio endereço serve como uma entrada para a classificação via algoritmos.

    É importante que a pesquisa de palavras-chave seja bem informada, especialmente se elas forem utilizadas dentro do URL.

    1. Exclua parâmetros dinâmicos quando possível

    A maioria das plataformas CMS tornou-se expert na identificação de parâmetros dinâmicos, mas ainda há otimizações que podem ser feitas.

    Alguns parâmetros dinâmicos são usados para rastrear cliques. Em geral, eles não causam grandes problemas, mas podem criar URLs um tanto quanto desagradáveis. 

    O melhor é verificar sobre os benefícios do parâmetro de rastreamento e identificar se eles superam os pontos negativos, permitindo que os usuários tenham a experiência otimizada e os links se mant

    1. Lembre-se que quanto menor o URL melhor para o SEO

    Os URLs mais curtos são os preferidos pelos buscadores e leitores, mas isso não precisa ser levado ao extremo. Se um site possui um endereço entre 50 e 60 caracteres, não há motivo para preocupação, mas lembre-se de sempre otimizar, buscando títulos e URLs mais curtos.

    O maior problema é quando uma URL ultrapassa os 100 caracteres, o que provavelmente leva à necessidade de reescrever e, assim, ganhar valor e relevância. 

    Esse não é um problema direto com o Google, levando em consideração que os mecanismos de pesquisa podem processar URLs longas sem qualquer tipo de barreira. 

    O que ocorre, na verdade, está na usabilidade e na experiência do usuário. URLs mais curtas são mais fáceis de analisar, copiar e colar, compartilhar nas redes sociais e incorporar a um artigo ou texto. 

    Um compartilhamento em uma rede social sobre ecobag personalizada, por exemplo, pode ganhar destaque e permitir o vínculo a outros assuntos, como sustentabilidade e meio ambiente.

    Isso é essencial para manter a relevância e a autoridade de uma marca sobre o público-alvo e no próprio mercado em que atua.

    Conclusão

    Para finalizar, vale deixar uma dica extra sobre a otimização do motor de busca para deixar as URLs mais amigáveis e melhorar o posicionamento do Google, qualquer que seja a finalidade de um site ou a abrangência de uma empresa.

    É importante conferir a lista de resultados de pesquisa para evitar o preenchimento e a repetição de palavras-chave, evitando duplicação de URLs ou fazer com que um site pareça spam, o que pode resultar em um bloqueio permanente.

    A repetição não ajuda no ranqueamento de pesquisa do Google, principalmente quando os algoritmos detectam palavras-chave que aparecem várias vezes na linha das URLs, também a tornando redundante e longa. 

    Para não prejudicar as chances de ganhar um clique de um usuário no site da empresa de engenharia civil, o melhor a se fazer é evitar exageros na correspondência ou repetição de palavras-chave, e deixar que tudo flua de forma orgânica. 

    Dessa forma, tudo depende dos esforços de criação e otimização de URL para manter a marca forte junto ao Google e demais mecanismos de busca que estão na internet.

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:

    publicidade

    social

    publicidade