Michael Campos

Feedbacks assertivos: veja como montá-los

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos em primeira mão!

    Compartilhe

    Saber como dar feedbacks assertivos para seus colaboradores é uma tarefa que exige conhecimento e bom senso. Ao usar palavras negativas, a produtividade do colaborador pode diminuir ao invés de aumentar e o mesmo não vai aprender realmente o que deve ser feito. 

    Para os funcionários, o feedback é a melhor forma de saber se o empenho pessoal está surtindo o efeito esperado ou se é melhor mudar sua postura. 

    Trata-se de uma avaliação sobre os esforços de cada pessoa na empresa, e é preciso que mesmo quando negativo, seja visto como uma crítica construtiva.

    É muito comum que gestores e empreendedores tenham um certo déficit nas habilidades sociais necessárias para dar esses feedbacks, com o devido tato com o ser humano. Por isso não conseguem fazer de forma tão assertiva.

    Neste artigo vamos tratar da importância dos feedbacks e dar várias dicas para que os seus se tornem mais assertivos. Confira.

    Por que dar feedback?

    Um feedback deve ser visto como um recurso aplicado por líderes e gestores com um propósito de gerar mais confiança em sua equipe.

    Esse é apenas um dos objetivos de um bom feedback, pois essa ferramenta impacta diretamente os resultados dos negócios.

     No contexto de uma consultoria tributária, por exemplo, é preciso buscar alinhamento entre os colaboradores e os valores da empresa.

    Dessa forma, é muito importante e recomendado implementar uma cultura de feedback que leve ao protagonismo profissional e que acompanhe o desenvolvimento de cada membro.

    Vale ressaltar aqui que um feedback não deve ser unilateral, podendo partir também da própria equipe para com seus líderes.

    Isso é fundamental para que todos saibam o que é esperado e como as atividades estão se desenrolando na empresa, sabendo o que se espera do próximo e ajustando expectativas com a cultura organizacional da empresa.

    Feedback positivo e corretivo

    Existem duas principais formas de feedback: o positivo e o corretivo. Cada um tem sua função e objetivo específico.

    Um feedback positivo consiste em enfatizar ações que devem ser repetidas pelo colaborador e pela equipe, pois trazem bons resultados para a organização, como em uma consultoria em gestão de empresas que dá dicas para auxiliar na sua evolução.

    Recomendamos oferecer o feedback positivo de forma pública, para que toda a equipe possa se espelhar no exemplo dado. 

    Já o feedback corretivo, é para corrigir determinados comportamentos que tenham trazido impactos ruins para a empresa e/ou comprometido a relação com os colegas de equipe.

    Recomendamos fazer esse tipo de correção em particular, para não expor o colaborador, pois se trata de uma situação mais delicada, mas que deve ocorrer com naturalidades entre gestor e colaborador.

    O papel da liderança

    Em uma empresa de serviço de entrega de encomendas é preciso que o feedback seja pensado para agregar valor ao colaborador, sendo algo útil e relevante.

    O papel da liderança é fazer gestos que motivem e engajem todos os integrantes da equipe, mostrando tanto a importância do trabalho individual quanto em grupo no alcance de bons resultados.

    É preciso sinalizar pontos que devem e podem ser desenvolvidos em um colaborador, além de enfatizar suas habilidades e competências, sempre priorizando o respeito e a valorização profissional.

    Ao oferecer feedbacks claros e objetivos, um líder deve se colocar à disposição para ajudar o funcionário a atingir as metas determinadas.

    Devido ao poder de motivar e encorajar os profissionais a mostrarem cada vez mais seu valor, o feedback também contribui para a retenção de talentos em uma empresa como em uma distribuidora de carnes nobres

    Pois esse é um fator de alta relevância para a sustentabilidade do negócio e também para sua competitividade no mercado.

    Como montar um feedback assertivo?

    Destacamos abaixo uma série de dicas para ajudar você a elaborar um bom feedback para seus colaboradores.

    • Criar um ambiente favorável

    É preciso implementar a cultura organizacional da empresa antes e durante o feedback, criando um ambiente propício para que ele ocorra. A ideia é favorecer a transparência das relações, estimular e desenvolver boas qualidades nos profissionais.

    Certamente uma empresa de suporte técnico em TI só tem a ganhar com isso, pois colaboradores motivados são a força motriz da organização.

    • Ter planejamento

    Como dar um feedback não é algo tão simples e geralmente um momento sensível, planeje suas falas com antecedência para evitar colocações inadequadas.

    Lembre-se que os objetivos principais são encontrar soluções para desvios de conduta ou apontar novos caminhos para que o colaborador possa evoluir ainda mais na sua carreira.

    Use essa oportunidade para ter um plano de ação bem traçado e já vá com ideias de soluções, como um treinamento, por exemplo. O planejamento continua no pós-feedback também, pois é preciso avaliar junto ao colaborador se a iniciativa surtiu o efeito esperado.

    • Ouvir os colaboradores

    A função dos feedbacks é alinhar objetivos e expectativas, então, como já pontuamos, eles não devem ser unilaterais. A fim de alcançar seu propósito, abra espaço para que seus colaboradores deem suas opiniões e para que haja um diálogo horizontal.

    Como qualquer profissional, líderes também erram, e isso precisa ser conversado da mesma forma que se fosse um funcionário qualquer. Os liderados precisam ter espaço para expor seus anseios, dúvidas e questionamentos, contribuindo com o sucesso da instituição.

    • Reconhecer os resultados dos liderados 

    Reconhecer cada resultado e falar com embasamento de como o trabalho de seus colaboradores impactam positivamente sua assessoria contábil para empresas é fundamental para torná-los mais engajados com seus propósitos.

    • Reforçar comportamentos específicos

    Usar exemplos de bons comportamentos e como os colaboradores atingiram as metas impostas pela corporação é fundamental para motivá-los a continuar buscando bons resultados.

    Aproveite o feedback para mostrar como o desempenho de seus liderados está indo bem e trazendo produtividade, servindo de vitrine para todos os outros profissionais.

    • Ser impessoal

    Atenção: jamais faça críticas pessoais aos seus colaboradores. Foque no trabalho, lembrando de seu posto de liderança durante o feedback e tenha cuidado para não destruir a autoconfiança de um funcionário. 

    Lembre-se que seu papel como líder é melhorar o desempenho profissional de cada um.

    • Focar no desenvolvimento do colaborador

    Uma empresa de desenvolvimento de software para gestão de franquias pode focar no desenvolvimento de seus trabalhadores oferecendo cursos e treinamentos para capacitação.

    • Saber aplicar feedbacks rápidos

    Seja pontual e busque melhorias em seus feedbacks, não deixando que percam o foco e fugindo de avaliações genéricas. 

    Não transforme esse momento em um discurso, focando sempre no diálogo sobre o desempenho do colaborador, para que realmente haja compreensão de ambas as partes.

    • Ser assertivo

    Não faça rodeios ou anedotas. Seja simples, direto e objetivo para expor suas ideias e ter essa conversa.

    • Saber explicar o problema e propor uma solução

    Para que um feedback gere retornos positivos é necessário mensurar bem o problema e propor uma solução. Com dados que mostram resultados e desempenhos, fica mais simples para que os líderes tenham controle sobre as situações.

    • Substituir o verbo “tentar” pelo “fazer”

    Existe mais assertividade em um diálogo quando o verbo “tentar” é substituído pelo “fazer”, o que impõe mais respeito e seriedade. Ao invés de dizer algo como “tente atingir a meta mensal”, opte por dizer “atinja a meta deste mês”.

    Importância de dar feedbacks para os funcionários

    Os feedbacks são importantes ferramentas para o crescimento de uma empresa, e você deve saber fazer o acompanhamento após sua aplicação. Busque, com outros líderes, orientações para melhorias dentro da empresa, e verá aumento na produtividade de sua equipe.

    Veja alguns benefícios que um bom feedback pode trazer para sua fábrica de uniformes personalizados:

    • Mais aprendizado gerado;
    • Conflitos reduzidos;
    • Colaboradores mais motivados;
    • Colaboradores mais engajados.

    O feedback deve ser uma oportunidade de prover mudanças e ressaltar o que está indo bem. Um feedback mal executado e palavras mal colocadas podem ser bastante nocivas e não é isso que você quer.

    A motivação é uma das principais chaves para a produtividade, e seus colaboradores devem aprender a interpretá-los de forma racional. Dar feedback tem um papel importante no desenvolvimento de carreiras, e se bem elaborado, terá um impacto significativo sobre a equipe.

    Considerações finais

    Dar feedback assertivos não é tão difícil quanto parece, mas precisa que sejam desenvolvidas habilidades de expressão, fala e diálogo, para que funcione. Ter essa habilidade é um ponto crucial para quem almeja cargos de liderança. 

    Construa seus feedbacks com cautela e planejamento, assim como tudo na empresa, a fim de colher bons frutos de cada ação.

    Como você viu neste artigo, feedbacks podem ser positivos ou corretivos, e os positivos devem ser tão frequentes quanto os corretivos, ou até mais. O objetivo é motivar seus trabalhadores, engajar e lidar de forma horizontal com seus colaboradores.

     

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:

    publicidade

    social

    publicidade