Michael Campos

Curva ABC: saiba qual a importância para o seu negócio

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos!

    The Ultimate Managed Hosting Platform

    Compartilhe

    Derivada do Princípio de Pareto, a curva ABC é um método de gestão de estoque muito importante e amplamente utilizado pelas organizações, afinal todo negócio que vende produtos sabe a grande importância que a gestão organizada possui.

    Neste conteúdo vamos abordar com detalhes o que é a curva ABC, para que serve, em que contexto é usado, como aplicar esse método em seu negócio e quais outros erros muito comuns você deve evitar ao praticar a curva ABC. Confira lendo mais!

    O que é a curva ABC?

    A curva ABC, também conhecida como classificação ABC, é um método de classificação de informações. Sua principal característica é categorizar os dados de acordo com a importância.

    A curva ABC é um método muito eficaz para tomar decisões e estabelecer prioridades, até mesmo em empresa de projetos hidráulicos.

    Esse método é utilizado há muitos séculos e existe para fins de gerenciamento de estoque ou supermercado, tanto para linha de produção de um fabricante ou para os negócios como lojas e mercados.

    Ou seja, pode-se dizer que o principal uso da curva ABC é para controle de estoque, mas também pode ser usado para outros fins, como gerenciar processos internos de negócios ou classificar clientes com base em seus tickets, etc.

    O que é o Princípio de Pareto?

    O Princípio de Pareto é a base matemática por trás da curva ABC. Ele afirmou que, ao dividir as informações em três grupos (A, B e C), o grupo mais importante (Grupo A) trará 80% dos resultados com 20% do esforço de uma dada empresa.

    Resumindo, 80% dos resultados vêm de 20% das causas. Um insight que serve inclusive para aluguel tendas para eventos SP e realizar controle de contratos de serviços.

    Nessa lógica, o grupo B de média importância seria responsável por 30% dos resultados com 15% do esforço. O grupo menos relevante, o grupo C, levará 50% do esforço e fornecerá 5% dos resultados.

    Ou seja, tudo tem a ver com “esforço” e “resultado” porque esses termos são associações para “custos” e “faturamentos”.

    Qual é a importância da curva ABC?

    A curva ABC é muito importante nos negócios porque permite uma visão mais estratégica dos aspectos que analisa.

    Por exemplo, uma fábrica de produtos lácteos que utiliza máquina envasadora de iogurte, por exemplo, deve ter em mente o controle de estoque do que foi fabricado e do que sai da fábrica para distribuição.

    Ou seja, quando se trata de estoque, as empresas podem ter uma visão clara de quais produtos devem ser comprados, com que frequência e quanto, com base na produção e sua importância na receita.

    Agora, se aplicarmos essa lógica em outro aspecto, como fins publicitários, as empresas em geral, como empresa especializada em pintura de fachada, ou loja de artigos infantis, poderão utilizar as informações para projetar campanhas de marketing mais eficazes.

    Além disso, poderão pensar em soluções para:

    • Reduzir custos;
    • Evitar o desperdício;
    • Organizar orçamentos;
    • Obter melhores resultados.

    Vale ressaltar que a curva ABC não é uma lei universal. Embora funcione para a maioria das empresas, há situações específicas em que a porcentagem de Pareto não funciona por vários motivos.

    Portanto, vale a pena a referência, mas o projeto pode ter especificidade. Por isso, é essencial verificar se para uma empresa de aluguel de impressoras para empresas essa estruturação de curva ABC funciona também.

    A principal função da Curva ABC é criar curvas de distribuição para seus projetos em diferentes níveis de desempenho e importância para o seu negócio para orientar seu trabalho. Em suma, consiste em uma ferramenta de priorização.

    Vantagens da curva ABC

    A curva ABC é uma ferramenta com muitas vantagens. Ou seja, além de contribuir para a praticidade na elaboração de organização, é adequada para várias situações.

    Outra vantagem é a facilidade de criação. Utilizando ferramentas simples que sua empresa já utiliza, como um sistema ERP ou até mesmo o Excel, é possível realizar a aplicação da curva ABC com muita facilidade.

    Em suma, as curvas ABC são usadas em muitas aplicações na gestão de negócios, como para controle de produção de adesivo para baú corrugado.

    Vamos agora especificar as principais vantagens que essa regrinha proporciona para os negócios. 

    Melhor Gestão de estoque

    Este é de longe o uso mais comum da curva ABC. Aqui, o portfólio de produtos é dividido em três grupos ABC com base em seus custos de aquisição e logística, bem como sua produção e, claro, a receita que eles geram.

    Quando eles são organizados no gráfico, o eixo X representa o número de itens em estoque e o eixo Y representa o valor que eles geram. Como resultado, as empresas são capazes de entender quais produtos compõem os três grupos distintos para:

    • Planejar melhor as compras de estoque;
    • Projetar saídas;
    • Devoluções e estratégias de vendas;
    • Maximizar os resultados.

    Ou seja, até mesmo uma construtora pode utilizar a curva ABC para averiguar que o estoque de cabos elétricos está equilibrado com a demanda mensal, por exemplo.

    Geração de dados importantes

    A geração de dados a partir de curvas ABC também podem ser utilizados para gerenciar as informações da empresa e seus custos.

    Com isso, é essencial pensar que o eixo X representa o custo e o esforço necessários para adquirir e manter esses dados. O eixo Y representa a importância e os resultados que esses dados podem gerar para o negócio.

    Assertividade nas ações de marketing

    Sem dúvidas, outra vantagem expressiva da curva ABC é sua grande contribuição para ações de marketing mais assertivas.

    Ou seja, as estratégias de marketing também são divididas em grupos ABC. No eixo X, consideramos o custo das estratégias e seu retorno potencial no eixo Y.

    Como resultado, as empresas podem realizar esforços de marketing mais confiantes, e evitar campanhas ineficazes ou desperdiçar dinheiro com balão inflável gigante ou banners que não geram resultados. Com isso, equilibrar os orçamentos para a publicidade.

    Controle financeiro

    A curva ABC é crucial para um bom controle financeiro. A lógica é porque a curva ABC pode ser aplicada a valores a pagar e a receber.

    Com isso, os negócios conseguem prescrever os principais fatores para inserir ou retirar dinheiro do caixa da empresa, permitindo ações mais decisivas para gerar fluxo de caixa positivo e consistente mesmo quando as vendas estão fracas.

    Otimização da logística

    Ao aplicar a curva ABC ao estoque e à base de clientes, as vantagens também afetam a logística empresarial.

    Como estamos considerando os esforços do Grupo ABC, a logística consolida esses esforços no custo de armazenamento, distribuição e transporte dos produtos.

    Esse fator está diretamente relacionado à curva de estoque ABC. Afinal, investir em produtos do grupo A é muito mais seguro do que investir em produtos do grupo C.

    Como esses dados são constantemente atualizados, a empresa está investindo na quantidade certa de cada produto.

    Como classificar os clientes usando a curva ABC?

    A curva ABC pode ser usada para categorizar os clientes e é útil para orientar os esforços de marketing ou planejar adequadamente novas compras de estoque. Mas como classificar esses clientes de forma adequada?

    Uma maneira muito interessante de classificar os clientes é usar a métrica de valor da vida útil de clientes como principal critério de classificação.

    Basicamente, o valor da vida útil dos clientes é o quanto essa pessoa vai gastar com sua empresa o tempo todo em que for seu cliente. Veja com detalhes:

    Grupo A: Clientes com compras repetidas, preços elevados de passagens e longa permanência. É o menor grupo, mas é o que dá os melhores resultados.

    Grupo B: Clientes “comuns”. Eles compram com menos frequência e custam menos, mas também são compradores de longa distância.

    Grupo C: clientes esporádicos. Eles são a grande maioria. Eles compram muito pouco, mas às vezes aparecem.

    Qual grupo sua empresa vai priorizar? A decisão depende de cada empresa. Às vezes, as empresas podem querer alavancar o consumo do Grupo A ou podem investir no Grupo C para aumentar seu consumo.

    Ou seja, é essencial destacar que as políticas variam de acordo com o contexto.

    Como utilizar curva ABC para controle de estoque?

    Para controlar o estoque, a curva ABC também é muito útil. Nesse caso, os grupos geralmente são divididos da seguinte forma:

    Grupo A: Produtos com alto rendimento e alto valor agregado. Eles são responsáveis ​​pela maior parte da receita da empresa.

    Grupo B: Produtos de médio volume, alto valor ou baixo preço, que reduzem muito a receita, mesmo com grande volume de vendas.

    Grupo C: Produtos com baixo rendimento ou baixíssimo valor agregado. Muitas vezes, são apenas produtos oferecidos aos clientes por conveniência, mas representam uma pequena porcentagem da receita de uma empresa.

    A estratégia depende do posicionamento da empresa. Comprar mais estoques do Grupo A pode não ser a melhor opção, pois isso aumenta os custos operacionais e logísticos, enquanto potencialmente reduz os preços devido ao aumento da oferta.

     

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:

    publicidade

    social

    publicidade