Michael Campos

Saiba o que é Black Hats SEO e como você deve evitar essa técnica

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos em primeira mão!

    Compartilhe

    Tornar-se um dos melhores no Google é um importante objetivo SEO para aumentar a visibilidade. Porém, algumas empresas usam técnicas que os mecanismos de busca consideram ruins, chamadas Black Hats SEO, para encurtar o caminho para o resultado.

    Dessa forma, optando por ferramentas que facilitam esse processo, encurtando os caminhos e formas de alcançar a popularidade, mas em contrapartida sendo extremamente prejudiciais para toda a empresa.

    Assim, resultando em diversas punições e transtornos ainda maiores, devido ao uso indevido dessa ferramenta, e de formas para facilitar esse processo de popularidade e de aceitação do público mais fácil e sem muito esforço.  

    Quando o Google ou outros mecanismos de pesquisa detectam uma fraude, isso pode causar muitos problemas para as marcas, gerando situações prejudiciais e cada vez maiores devido ao uso de uma ferramenta indevida na plataforma.

    Entenda melhor o que é Black Hat

    Esses black hats são táticas de SEO projetadas e executadas com o único objetivo de ocupar rapidamente as primeiras posições nos mecanismos de busca a todo custo, facilitando o processo para que se tenha mais reconhecimento e espaço diante do público.

    Com isso, sendo uma ferramenta extremamente prejudicial, fazendo com que as empresas consigam alcançar uma popularidade e atenção do público, mas de uma forma muito mais fácil e sem esforços, resultando em punições em todos os aspectos para os negócios.

    Por isso, é importante ter atenção nas formas como são feitas as divulgações e alcance do público, para que sejam cada vez mais cautelosas e legítimas, estabelecendo essa relação desde uma empresa de piso vínilico até uma empresa de publicidade.

    Essas práticas ruins são antiéticas porque enganam o algoritmo do Google para obter melhores classificações, mesmo que temporariamente. Spam, Keyword Stuff e Cloaking são alguns exemplos bem conhecidos de Black Hat, mas não são os únicos.

    Desse modo, vale ressaltar o quanto essa prática é ruim, e deve ser evitada por diversas empresas, desde uma de aquecedor a gás digital até uma empresa de materiais esportivos, optando por recursos e ferramentas legais para se obter mais espaço.

    Vale lembrar que essas técnicas funcionavam bem no passado, pois ainda não existiam algoritmos como Google Panda e Google Penguin para finalizá-los. Ou seja, algoritmos eficazes e que detectam com frequência o uso de black hats SEO.

    Ao entender o que é Black Hat SEO e o quanto sua utilização pode ser prejudicial para o seu negócio, veja a seguir o porquê de não praticar essas técnicas e o quanto elas podem afetar sua empresa.

    Por que não praticar o Black Hat SEO?

    A primeira razão para não praticar black hats é que essa técnica se concentra apenas nos mecanismos de busca e não considera a experiência do usuário. Dessa forma, não fidelizando seu público e não se importando com a experiência completa dele.

    Com isso, se importando e levando em consideração apenas números e mais pessoas consumindo seus conteúdos, mas não projetando o pós, assim fazendo com que os consumidores estejam em seu negócio só momentaneamente.

    Em sites que utilizam essas técnicas, é comum encontrar repetição exagerada de palavras-chave sem raciocínio lógico, especificamente para segmentação. Desse modo, sendo um conteúdo cansativo e sem continuidade ou sentido.

    Esses conteúdos comparados a empresas que trabalham de forma natural todas as ferramentas disponíveis, por exemplo, em um curso de aviação civil, são extremamente inferiores devido ao reflexo ruim que essas ferramentas mais rápidas possibilitam.

    Isso significa que, mesmo que o site acabe com mais tráfego, quando alguém acessa o site e encontra algo semelhante a spam, é provável que abandone o site posteriormente.

    Tecnicamente, a taxa de rejeição deste site tende a aumentar significativamente. Mas além disso, você corre o risco de perder clientes em potencial. Assim fazendo com que seu site não tenha acesso e tenha índices de rejeição cada vez maiores.

    Por isso, a atenção em não utilizar essas ferramentas deve estar presente em todos os meios, desde uma empresa de equipamentos de proteção individual e coletiva até os mais diversos negócios, sabendo o quão prejudicial essas ferramentas podem ser.

    A segunda razão para não utilizar os black hat é que as práticas são injustas com os concorrentes. É verdade que, quando se trata de concorrência, as pessoas estão ansiosas para se destacar.

    Mas nada supera a concorrência por oferecer qualidade superior a ele, certo? E ainda fazer tudo de forma justa de acordo com as regras do Google. Ou seja, oferecendo um conteúdo e uma estratégia de qualidade em todos os passos dessa conquista do público.

    Após acompanhar diversos motivos do porquê não praticar o Black Hat SEO, e o quanto essa ferramenta pode dificultar o andamento da empresa, veja as diferenças entre White Hat, Black Hat e Gray Hat. 

    Diferenças entre White Hat, Black Hat e Gray Hat. 

    A principal diferença entre SEO de Gray Hat e Black Hat é a quantidade e frequência de uso da prática. Embora os Black Hats usem apenas técnicas questionáveis ​​projetadas para enganar os mecanismos de pesquisa, de maneira exagerada, os Gray Hat são mais suaves e concisos.

    Dessa forma, as duas técnicas trabalham através de ferramentas prejudiciais para as empresas, atraindo o público de uma forma mais rápida, mas por meios irregulares e contra a política do Google.

    Assim, a atenção contra o uso dessas ferramentas deve estar presente em todas as empresas, desde um fornecedor de extintor até os mais diversos empreendimentos que fazem parte das plataformas digitais.  

    Por exemplo, os spams recebidos em e-mail são uma prática comum de Gray Hat, entre a compra de links, de domínios antigos para criar backlinks, etc. Práticas comuns e que fazem parte do Gray Hat enganando o público e os servidores.

    Embora essas práticas não tão recomendadas ocorram, na maioria dos casos são quase imperceptíveis. A grande diferença é que o Gray Hat sabe que não deve agir por meio deles por muito tempo. A reprodução aqui é rápida.

    Essa ferramenta tenta ser o mais sutil possível, passando despercebida através dos mecanismos e ferramentas de detecção do Google.

    Já para o White hat, a busca da boa posição é mais do que ver a autoridade. Ela sempre seguirá os parâmetros do Google para colocar seu site no topo da maneira mais orgânica possível.

    Desse modo, utilizando ferramentas e maneiras legais e totalmente legítimas de conseguir atrair o público para o seu negócio, fidelizando seu cliente e proporcionando a melhor experiência possível.

    Assim, sendo recomendada para diversas empresas durante todo esse processo de atração e fidelização do público, sendo ideal desde um serviço de adestramento de cães até diversos negócios online e físicos.

    Ao acompanhar as diferenças entre as ferramentas e qual a ferramenta ideal para um crescimento saudável e sem mais transtornos, veja a seguir os motivos de não fazer o black hat SEO e como o Google pode realizar a penalização.

    Conheça as principais punições aplicadas pelo Google

    Como com qualquer outra coisa na vida, não é difícil ver por que você não deve ser vítima de um comportamento ilegal. Isso se aplica desde a compra de produtos como bebedouro de galão até todo o universo digital e as suas ferramentas.

    No caso da otimização, essa decisão pode prejudicar a reputação da sua empresa nos buscadores. O objetivo do black hat SEO é ganho de posicionamento rápidos, mas de forma insustentável. 

    Ou seja, o foco deste trabalho é otimizar o conteúdo que foca apenas nos mecanismos de busca, não nos usuários. Dessa forma, entenda os motivos da não aplicação dessas práticas e o impacto negativo que elas podem ter na sua empresa.

    Impacto negativo

    Ao praticar o Black Hat SEO, você acaba por perder posição nos SERPs, ou seja, impactando na busca dos seus clientes. Dessa forma, provavelmente você nunca será encontrado, mesmo que a procura tenha relação com os seus serviços.

    Visibilidade

    Esse também está muito ligado ao tópico anterior, isso porque, se não houver tráfego, não haverá resultados. Se o cliente não te encontrar em uma procura, automaticamente ele não terá acesso ao seu material, resultando em baixa visibilidade.

    Prejudica a usabilidade

    O Black Hat SEO acaba por confundir os bots dos mecanismos de pesquisa, ou seja, a usabilidade por parte do usuário também fica bastante prejudicada. Provavelmente o texto será fora dos parâmetros, o que não é algo bom para nenhuma empresa.

    Estratégias que podem gerar bons resultados

    Pois bem, algumas técnicas de otimização são basicamente obrigatórias para a sobrevivência do site. Dessa forma, sendo necessárias desde um projeto de iluminação industrial até empresas do ramo digital.

    Assim, abrangendo uma amplitude de empresas e negócios, fazendo com que as estratégias sejam realizadas da melhor maneira possível, para que se tenha ótimos resultados e um reconhecimento do público diante de todas as ações das empresas.

    Dentre essas ações e ferramentas em cada processo uma delas é a criatividade, pois diferencia seu site ou blog da concorrência. Veja a seguir algumas ferramentas para facilitar esse processo, todas totalmente de acordo com a política de dados do Google:

    • Otimização das palavras-chave: use as palavras de acordo com o conteúdo do texto;
    • Title Tag: atenção aos títulos em cada conteúdo divulgado;
    • Meta Descriptions: uma breve descrição do conteúdo a ser postado;
    • Entre outros fatores.

    Pois bem, como ficou claro ao longo do conteúdo, o Black Hat SEO está longe de ser uma técnica boa, independentemente de qual seja o ramo da empresa. Pensando nisso, aposte sempre em ferramentas que vão de acordo com o Google e outros buscadores.

     

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:

    publicidade

    social

    publicidade