Michael Campos

Entenda o motivo de evitar a métrica de vaidade

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos em primeira mão!

    Compartilhe

    Muitas empresas, seja do ramo de montagem elétrica ou de qualquer outro, acabam com resultados errados em suas pesquisas de marketing por darem atenção demais para a métrica de vaidade.

    Inclusive, é importante dizer que essas métricas podem ajudar a amaciar um pouco o ego dos profissionais em questão, mas acabam tendo pouca relevância dentro de seu planejamento.

    Ademais, com os avanços tecnológicos proporcionados pelo processo de transformação digital, o mercado se adaptou e hoje a maioria das empresas tem uma forte influência no campo virtual, com sites e blogs informativos.

    Entretanto, trazer pessoas para consumir seu conteúdo ainda é um processo que demanda atenção e atividades específicas que podem ter um grande potencial de comunicação, principalmente usando como apoio redes sociais e outras formas de contato.

    A tecnologia também permite que você avalie quase instantaneamente os resultados de suas ações. As métricas de avaliação podem ser vistas em tempo real, identificando o sucesso ou fracasso de uma ação de marketing em particular para sua empresa de projetos elétricos, por exemplo.

    Entretanto, nem todas as métricas possuem o mesmo peso quando o assunto é crescimento da marca. Enquanto alguns dados são realmente relevantes para entender seu crescimento e como você pode otimizar suas ações, outras são meramente ilustrativas.

    Quando você está fazendo uma análise de conteúdo, é importante identificar se sua empresa está de fato crescendo e ganhando mais oportunidades de negócio, bem como os pontos em que melhorias podem ser realizadas para tornar esse processo mais efetivo.

    Algumas dessas métricas, principalmente nas redes sociais, podem acabar confundindo empreendedores com informações que parecem saudáveis, mas não geram impactos reais no funcionamento da empresa de projeto de iluminação industrial ou qualquer outra.

    Trata-se de uma falsa sensação de valorização, o que muitas vezes se torna um problema quando você está tentando trabalhar com estratégias de marketing digital e pode passar uma impressão errada em seu planejamento.

    As métricas de vaidade são todas aquelas que não trazem nenhum tipo de resultado real para seu negócio. São informações que não têm nenhum impacto nas tomadas de decisão, e que podem prejudicar o desenvolvimento da marca como um todo.

    O que as torna relevantes no mercado é que elas parecem significativas, e aumentar estes números não só é tentador, como ajuda a passar uma sensação de conquista para a equipe de marketing e de gestão.

    Entretanto, tratam-se de apontamentos altamente superficiais, que não tem nenhum tipo de impacto no mundo real e acabam apenas servindo como uma maneira vaga de avaliar sua situação, seja no aluguel de lavadoras de piso ou na venda de um item diferente.

    Quais são as métricas de vaidade?

    Para conseguir entender melhor as métricas de vaidade e como deixá-las de lado, é importante que você conheça as principais situações em que elas estão envolvidas.

    Compreender quais elementos são avaliados e quais devem ser deixados de lado é muito importante para você conseguir um planejamento adequado e se atentar ao que realmente importa para o crescimento da empresa de venda de grade metálica, por exemplo.

    Isso não significa que as métricas de vaidade não podem existir. A verdade é que para o mercado, estas métricas não são dispensáveis, apenas não devem ser levadas em conta quando você avalia de fato o que sua empresa tem a oferecer. São elas:

    Curtidas

    Uma das métricas mais populares nas redes sociais são as curtidas, likes ou similares. Cada rede possui sua própria maneira de identificar esse tipo de ação, mas normalmente uma curtida é representada por uma silhueta de coração.

    Um like é uma prova de que a pessoa gostou do conteúdo apresentado, que simpatiza com o tema ou que está de acordo com o tópico. Entretanto, não há como saber se existe qualquer tipo de retorno por conta disso.

    Uma pessoa que curtiu uma publicação pode não seguir a página, não acompanhar o material ou mesmo nunca fazer nenhum tipo de negociação com a empresa, eliminando a possibilidade de gerar conversões com essa ação para, por exemplo, seu fornecedor de piso laminado.

    A questão visual é um dos principais pontos de atenção com essa métrica. A maioria das redes mostra a quantidade de pessoas que curtem uma publicação, e a verdade é que é bastante tentador ter suas publicações recheadas de curtidas.

    Entretanto, em termos negociais, esse tipo de métrica não tem nenhum valor, e focar em conquistar mais curtidas pode acabar reduzindo a qualidade de suas estratégias, impactando diretamente suas chances de progresso.

    Por conta disso, é importante ter em mente que as curtidas são uma reação natural de publicar algo e ter relevância na internet, e esse tipo de ação não deve ser levado em conta quando você pensa profissionalmente sobre o assunto.

    Downloads de aplicativos

    Este é um outro caso em que a quantidade acaba atrapalhando o entendimento do mercado acerca de uma venda, principalmente para desenvolvedores de aplicativos. A verdade é que quando as pessoas baixam o material que você tem a oferecer, isso demonstra interesse.

    Entretanto, no caso de aplicativos de smartphone, que muitas vezes oferecem uma opção pro depois do download gratuito, é mais interessante se atentar a quantidade de pessoas que estão procurando de fato consumir a versão paga do produto.

    Isso não significa que o download não é uma excelente porta de entrada, e que é possível efetuar uma série de avaliações junto a essa métrica. Entretanto, com relação à conversão e desenvolvimento da empresa de painéis elétricos, estes números podem ser enganosos.

    Compartilhamento de publicações

    Compartilhar publicações é uma maneira de mostrar que você gostou de um conteúdo a ponto de desejar que as pessoas em sua rede de contato também tenham acesso a esse tipo de material. Embora ela pareça trazer mais resultados para sua estratégia, não há comprovação.

    A maioria das pessoas está constantemente compartilhando material nas redes sociais, seja porque é um conteúdo que a impactou, uma notícia que considera relevante ou mesmo para demonstrar interesse em um produto ou serviço como o desenvolvimento de software.

    Embora esse processo de compartilhamento seja útil para apresentar sua empresa para um grupo maior de pessoas, a verdade é que é muito difícil avaliar uma conversão por conta desse tipo de interação.

    Para conseguir mais conversões, você precisa pensar em pessoas que estão ativamente interessadas em seu conteúdo, e não apenas em compartilhar um determinado material nas redes sociais.

    Dessa maneira, você consegue entender o potencial de benefícios que o compartilhamento pode trazer, mas não fecha os olhos para o fato de que um material muito compartilhado não significa um aumento de conversões.

    Seguidores

    Os seguidores em uma rede social são uma métrica que à primeira vista enche os olhos do empreendedor. Quanto mais pessoas o seguem, mais é possível acreditar que a empresa está tendo sucesso.

    Algumas redes sociais também limitam funcionalidades até você alcançar um determinado número de seguidores, o que aumentou a mitologia em torno desse processo de conquistar mais pessoas seguindo a página da companhia.

    Entretanto, esta é uma métrica que não gera nenhum impacto real a longo prazo. É possível que um usuário seja seguidor de longa data de uma marca sem nunca ter feito nenhuma negociação com ela.

    Na prática, ter muitos seguidores serve apenas para isso. O ego de identificar que vários usuários têm interesse no que você está publicando. Existe uma infinidade de outras métricas mais relevantes que podem ser observadas a longo prazo.

    O entendimento de uma marca acerca de seu público vai muito mais por seu interesse e suas atividades do que o simples fato de uma pessoa acompanhar o material apresentado nas redes sociais, por conta disso essa métrica acabou sendo deixada de lado.

    Taxa de rejeição

    A taxa de rejeição é uma métrica que tem sua relevância, mas que pode ser facilmente confundida e apresentar respostas que não são condizentes com a realidade, por isso acaba sendo considerada de vaidade.

    A métrica representa a quantidade de pessoas que entra em seu site, visualiza apenas uma página e vai embora. Ainda que o objetivo seja manter o usuário o máximo de tempo em seu site, existem muitas ocasiões que podem gerar esse movimento, como:

    • Links diretos;
    • Landing Pages;
    • Redirecionamentos externos;
    • Buscas em sites de pesquisa.

    Ao compartilhar um link de seu blog ou de seu site nas redes sociais, é possível que você tenha um bom retorno, mas as pessoas entram direto no link apresentado e com isso acabarão aumentando a taxa de rejeição.

    Considerações finais

    Para conseguir um resultado efetivo em suas estratégias de marketing, você deve ter um bom planejamento e identificar as métricas realmente relevantes para sua empresa, garantindo assim que suas ações serão focadas em resultados efetivos.

    Inclusive, entre as métricas que devem ser acompanhadas estão:

    • Taxa de conversão de campanhas;
    • Custo de Aquisição por Cliente (CAC);
    • Lifetime Value (LTV);
    • Entre outras.

    Por isso, evitar cair nas armadilhas das métricas de vaidade é muito importante, e conhecê-las é o primeiro passo para garantir uma posição de destaque no segmento em que sua companhia atua e se tornar uma liderança no mercado como um todo.

     

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

     

    Compartilhe:

    publicidade

    social

    publicidade