Michael Campos

Entenda a importância da tipografia no design gráfico

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos em primeira mão!

    Compartilhe

    Compartilhar no facebook
    Compartilhar no twitter
    Compartilhar no linkedin
    Compartilhar no pinterest
    Compartilhar no tumblr
    Compartilhar no whatsapp

    A importância da tipografia no design gráfico é muito relevante para os dias atuais. Trata-se de uma importante ferramenta para criar sua estrutura de identidade visual para a sua companhia de sinalização para estacionamento.

    A tipografia é composta por uma série de atividades, que incluem estudo, criação e aplicação de caracteres e palavras. Um guia visual para compor todo o design da produção de conteúdo visual que sua empresa precisa.

    Sua aplicação abrange uma área muito grande desse tipo de ação, e conhecer os detalhes da tipografia garante um conhecimento muito mais efetivo para a criação de peças informativas sem perder sua estrutura.

    Na utilização do marketing de conteúdo, suas estratégias podem ter um desempenho muito mais satisfatório quando você lida com esse tipo de ferramenta, permitindo que todo o material tenha a cara da empresa.

    O termo, em seu conteúdo específico, significa impressão de tipos, nome comum para as fontes. 

    Entretanto, com o avanço da tecnologia, principalmente por conta do processo de transformação digital, o termo acabou ganhando um significado mais amplo para utilização em uma fábrica de camisetas promocionais.

    Hoje, a tipografia lida com todo o arranjo visual das palavras, desde a aplicação desse tipo de caractere até os estilos e formatos que as palavras utilizam em sua concepção, permitindo que o texto seja facilmente identificado como parte de sua identidade visual.

    Estes caracteres são a base da comunicação por texto, e por isso é muito importante trabalhar com qualidade para adequar o material a mensagem que está sendo transmitida por sua indústria de embalagens de papelão, bem como o modo que você deseja que essa mensagem passe e até mesmo a leitura.

    Conceitos básicos de tipografia

    Para utilizar a tipografia de forma adequada, é importante que você entenda alguns de seus conceitos básicos para utilizar esse tipo de ferramenta com qualidade, otimizando suas ações e permitindo uma utilização adequada dessas fontes como um todo.

    Classificação de fonte

    O primeiro ponto a se levar em conta é a classificação de fonte, que engloba grupos de tipo em estilos diferenciados. 

    Existem quatro classificações primárias, das quais é possível encontrar fontes dos mais variados tipos ao aplicar essa separação. São elas:

    • Sans Serif;
    • Serif;
    • Script;
    • Dingbat.

    As primeiras, também conhecidas como sem serifa, são muito utilizadas em títulos, chamados a ação e textos digitais de um distribuidor de etiqueta adesiva, uma vez que a serifa muitas vezes pode se tornar um problema para a leitura em telas de computador.

    Já as fontes de serifa são ideais para textos impressos, e são muito utilizadas em livros. Isso porque a leitura utilizando essa tipografia ajuda a leitura com uma continuidade maior e diminui o cansaço das vistas quando você lida com a leitura em si.

    As fontes do tipo script são aquelas que simulam a escrita cursiva, e costumam ser usadas para criar chamadas e logotipos, sendo muito comuns no design gráfico, principalmente para empresas que desejam uma escrita mais delicada.

    O dingbat é um alfabeto diferenciado, no qual as letras são substituídas por símbolos diversos, que normalmente são usados para identificação e alertas, além de ajudar a tornar a leitura mais dinâmica com inserção destes símbolos no conteúdo de sua empresa de comunicação visual.

    Cada uma das classificações ou “famílias” possui uma série de fontes diferentes, que tem se expandido ainda mais por conta das possibilidades criadas pela tecnologia, onde inúmeras fontes são cedidas para o público em geral.

    Estas famílias ainda podem abrigar uma ou mais das variações de negrito e itálico, além de outros tipos de alteração de largura. Para utilizar uma fonte em sua totalidade, é importante verificar quais são as opções nativas dela e utilizar apenas estas.

    Medida tipográfica

    Este conceito caminha lado a lado com as fontes dentro do trabalho com tipografia, e trabalha diretamente com as linhas de referência de espaço. 

    Cada família tem uma medida própria, e elas podem se dividir em algumas categorias para melhorar a comunicação visual para empresas.

    A linha de caixa alta é aquela que corresponde a letras do mesmo tipo. Também conhecidas como maiúsculas, as letras em caixa alta são muito utilizadas em algumas referências de medida tipográfica.

    A linha ascendente é a que acompanha a altura de caracteres com elevação, como por exemplo as letras b, d, f, h, k, l e t. Essa é a altura máxima que o corpo da fonte pode alcançar em um modelo tipográfico.

    Já a linha de base é aquela que a maioria dos tipos utiliza como padrão, e deve ser levada em conta na hora de criar qualquer família de fontes. A única diferença é a linha descendente, que acompanha as letras que vão abaixo da linha base. São elas: g, j, p e q.

    Hierarquia visual

    A hierarquia visual é uma parte da estrutura de escrita que deve ser realizada ao longo do texto.

    Normalmente, ela lida com a utilização de diversas fontes, tamanhos, distâncias e outras variações na hora de escrever, o que pode mudar completamente o teor do texto em um painel ACM adesivado.

    Normalmente, a hierarquização é utilizada como uma forma de priorizar conteúdos ou frases, tanto em informações relevantes quanto nas que têm uma importância menor ao longo do conteúdo, identificando elementos de destaque no material.

    Esse tipo de hierarquia é importante para  definir a ordem de importância para a leitura. Fontes maiores, por exemplo, chamam mais atenção na hora de ler, e costumam ser utilizados como títulos e subtítulos.

    Já as palavras destacadas em negrito são aquelas que o leitor deverá ter mais atenção, e podem identificar palavras-chave do texto ou conteúdos que demandam uma atenção maior para a utilização.

    Composição gráfica

    A composição gráfica diz respeito à montagem do texto e como o leitor consegue identificar e trabalhar com esse tipo de recurso. O espaço para acomodação do texto define a forma de alinhamento que ele terá

    Isso pode ser tanto para a esquerda quanto para a direita. O centro é utilizado em alguns casos mais particulares, e existe ainda a possibilidade de justificar o texto. Um conteúdo justificado alinha toda a escrita na extensão da página.

    Embora seja uma forma boa para a leitura, em alguns casos esse tipo de texto pode criar espaços amplos entre as palavras, para que assim consiga compensar o tamanho da folha que está sendo utilizada para a construção do texto.

    Para a escrita digital, a maioria dos programas e aplicativos de texto possuem opções automáticas de diagramação, o que ajuda muito a criar o material no formato adequado para displays personalizados e até mesmo otimizar algumas etapas.

    Esse tipo de escolha é muito importante para que seu texto fique legível e de fácil absorção, tornando-se uma ferramenta de trabalho importante para que a empresa consiga conquistar um espaço bom no mercado.

    Trabalhar com conhecimento dentro do conceito da tipografia ajuda a estruturar sua empresa para alcançar um público maior com textos de qualidade e que são fáceis de acompanhar a leitura, aumentando assim suas possibilidades.

    Aplicando os conceitos da tipografia

    Escolher a tipografia correta para sua empresa depende de uma série de fatores que precisam ser levados em conta, mas a essência desse tipo de trabalho é lidar com a mensagem que você deseja passar e de que forma é esperado que o leitor a receba.

    Cada fonte tem um impacto diferente no consumidor, e na forma como o conteúdo será lido. Algumas fontes têm um tom mais informal e alegre, passando uma sensação de euforia. Outras são mais frias e impessoais, lidando com uma formalidade mais efetiva.

    Escolher a fonte certa é um passo muito importante para você ter um conteúdo de qualidade, com emoções que geram um impacto direto nesse tipo de ação e garantem uma estrutura importante para a escrita do material em si.

    Além de emoções básicas, é possível ter uma série de reações com a fonte que você está utilizando na hora de escrever seu texto, que vão desde a segurança e seriedade até a descontração de um texto leve e descompromissado.

    Por conta disso, escolher a tipografia adequada para sua empresa é muito importante para conseguir o resultado que você deseja com esse tipo de interação junto aos textos e a forma como você se comunica em geral.

    Considerações finais

    A tipografia é parte fundamental do design gráfico de qualquer empresa que deseja se manter relevante no mercado, uma vez que ela dá um toque de personalidade para o conteúdo e deixa uma cara única nas ações que você utiliza para conseguir se destacar.

    Portanto, saber usar esse tipo de ferramenta é muito importante em qualquer companhia que você julgue necessária para conseguir trabalhar com mais qualidade e otimizar seus resultados de forma mais adequada.

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:
    Compartilhar no facebook
    Compartilhar no twitter
    Compartilhar no linkedin
    Compartilhar no pinterest
    Compartilhar no tumblr
    Compartilhar no whatsapp

    publicidade

    social

    publicidade