Michael Campos

Como selecionar o mix de mídia adequado para sua comunicação

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos em primeira mão!

    Compartilhe

    A grande variedade de mix de mídia à disposição dificulta cada vez mais a tarefa de fazer uma campanha publicitária assertiva. Afinal, gera muitas dúvidas e indecisões sobre o que deve ser feito, ou qual melhor meio para realizar essas campanhas. 

    Mesmo que o orçamento seja relativamente pequeno, colocar tudo em um único veículo ou tipo de ação pode ser um grande erro. Você sabe por quê?

    Nos últimos anos, pesquisas destacaram a capacidade dos brasileiros de serem multitelas.

    Ou seja, segundo o levantamento do Instituto Ibope Conecta realizado em 2018, por exemplo, 81% dos brasileiros, enquanto assistem televisão, acessam as redes sociais durante os comerciais.

    Outro estudo, o Target Group Index, realizado pelo Ibope Media, em novembro de 2018, revelou que entre as pessoas que navegam na internet enquanto assistem televisão, seja pesquisando sobre os melhores alimentos para saúde, até onde comprar água de caminhão pipa.

    E nesse mesmo estudo, mostrou que 23% comentam nas redes sociais o que está acontecendo na televisão.

    Logo, como mostram essas pesquisas, que de fato reforçam a capacidade do consumidor de usar os meios de comunicação para acompanhar tudo que está acontecendo ao seu redor, as marcas devem saber adaptar suas campanhas a essa realidade.

    Vamos abordar neste artigo as principais diretrizes para utilizar o melhor mix de mídias sociais nas campanhas do seu negócio. Confira:

    O que seria um mix de mídia?

    Um mix de mídia é a combinação de diferentes canais de comunicação com o objetivo de divulgar um produto atingindo o maior número possível de pessoas.

    A utilização dessa estratégia de marketing permite atingir alvos que pertencem a diferentes áreas geográficas, faixas etárias, rendimentos e interesses.

    Dando origem assim, a uma estratégia multimídia que pode ter um impacto significativo para as empresas de diversos segmentos, seja empresas inovadoras, digitais, até de segmentos comerciais e industriais como distribuidor de seringas descartáveis, por exemplo. 

    Software e ferramentas de otimização

    A otimização do mix de mídia, por outro lado, é um processo analítico e estratégico de natureza multimídia, que ajuda a determinar quais canais e conteúdos são os mais apreciados e de interesse real do público-alvo para gerar engajamento e conversão.

    O que é recomendado é selecionar um software de otimização que tenha um backup estatístico forte e forneça insights em tempo real. Um exemplo prático é uma agência que quer criar um aplicativo para bar e restaurante

    Ou seja, é preciso primeiramente realizar uma pesquisa profunda para identificar os interesses, dores e problemas enfrentados por donos de bares e restaurantes, a fim de criar campanhas assertivas que irão gerar interesse por parte desse público-alvo.

    Mix de mídia e a importância na publicidade

    As campanhas de publicidade são o cerne do marketing, e o mix de mídia é a parte da comunicação que lida com a “conversa” com o cliente em todas as etapas do funil. 

    Definir uma estratégia de comunicação é uma das principais atribuições durante o planejamento de marketing. Logo, este processo requer conhecer o cliente, a fim de melhorar a forma de contatá-lo e identificar melhor o tom a utilizar. 

    Não é algo específico para um segmento, ou para empresas que estão no digital. Ou seja, é algo muito importante a ser feito tanto em empresas digitais, como industriais como fabricantes de lacres de segurança, por exemplo. É algo que, de fato, é preciso sempre bater na tecla. 

    Você pode seguir essa estratégia utilizando um processo de quatro etapas:

    • Segmentação – Decidir quem contratar para suas atividades de marketing;
    • Segmentação – Definir em que ordem segmentar diferentes campanhas; 
    • Posicionamento – Identificar como o público-alvo percebe o produto;
    • Comunicação – Desenvolver conteúdos específicos para engajar e converter.

    Esses passos podem ser usados para aumentar a taxa de sucesso de sua estratégia de comunicação. 

    Afinal, se você não sabe com quem está falando, como vai saber criar conteúdo que gera interesse? Ou como vai identificar quem são os potenciais clientes? Por exemplo.

    Somente estudando e analisando seu público-alvo você pode realmente entendê-lo e alcançar o sucesso que seu negócio merece.

    Mesmo que você possua um negócio muito específico, como uma fábrica de máquinas empacotadoras, por exemplo, essa estratégia é fundamental utilizar em seu negócio.

    Ou mesmo, até mais importante, visto que o público-alvo também é bastante específico e limitado. 

    A importância da análise de mercado no mix de marketing 

    Estudar e analisar o mercado é essencial para criar uma estratégia de web marketing capaz de tocar todas as cordas do “mix”. 

    Explicando melhor isso, com o advento do big data e da internet das coisas, a quantidade de dados, estatísticas e informações a serem analisadas tornou-se extremamente grande. 

    Mas, por outro lado, também é verdade que a acessibilidade a eles melhorou. Ou seja, desde plataformas de CRM até insights de email marketing e contas de mídias sociais corporativas podem ser particularmente úteis. 

    Também em segmentos industriais e terceirizados, como fábrica de uniformes em brim, por exemplo. 

    Em suma, as ferramentas de marketing no mix de mídias também são essenciais durante a fase de estudo da indústria e do mercado de referência. 

    Ou seja, sem uma análise adequada das possibilidades dadas pelo mercado existente e pelos concorrentes diretos e indiretos, nenhuma estratégia será útil.

    As ferramentas do mix de marketing ao longo do funil de vendas

    Já falamos sobre a importância de ter uma compreensão clara da jornada do cliente do público-alvo e clientes reais ou potenciais. Agora a pergunta é: como aplicar as ferramentas do mix de mídia e marketing ao funil de vendas?

    Antes de mais nada, é preciso entender que em cada fase da “jornada” seus potenciais clientes ou estão cientes do seu problema e conhecem a solução, ou eles estão apenas procurando o que poderia resolver sua necessidade. 

    Com base nas respostas dadas, os conteúdos e as ferramentas adotadas serão diferentes nas fases que compõem o funil de marketing. 

    Suponha que estamos lidando com pessoas que procuram por distribuidor de etiquetas adesivas, por exemplo. 

    Essas são pessoas que se enquadram na categoria de “conscientes do produto”. Ou seja, elas sabem qual é o problema que precisam resolver, sabem qual é o produto que precisam, mas ainda não conhecem a solução que sua empresa oferece.

    Uma estratégia típica de mix de marketing na web pode ser: 

    TOFU – topo do funil

    Nessa primeira fase, a alavancagem é feita nas redes sociais e no blog da empresa. Todos os conteúdos são de livre acesso e têm como objetivo chamar a atenção e despertar o interesse pelos produtos e serviços oferecidos.

    MOFU- meio do funil

    Nesta fase, é preciso proceder com ações “mais fortes”. Por exemplo, você pode iniciar um sistema de e-mail marketing com uma newsletter semanal e descontos exclusivos para quem se inscrever. 

    BOFU- fundo do funil

    Aqui o marketing é mais “agressivo” para atrair o potencial cliente a fazer a compra. Ou seja, é preciso seguir com estratégias de venda e comunicação. 

    Como você certamente já entendeu, as ferramentas do mix de marketing na web são muito importantes. Mas eles se tornam realmente eficazes apenas quando são usados ​​em sinergia por meio da estratégia certa.

    Utilize as ferramentas de marketing na web em sinergia

    Vamos agora para a parte mais complexa, mas, ao mesmo tempo, mais estimulante e eficaz: como usar essa ferramenta de funil de vendas juntas de forma estratégica? Como criar a receita ideal? A resposta é clara e óbvia: ESTRATÉGIA.

    Obviamente as possibilidades e combinações são infinitas, o importante é que sempre haja uma estratégia combinando o mix de ferramentas, como: Google Ads, Facebook Ads e Mail Marketing.

    Um cliente em potencial que decidiu substituir toda instalação de sistema de câmeras de segurança da sua casa, por exemplo, sabe muito bem que precisa contratar uma empresa que fornece esses equipamentos de segurança. 

    Ele então fará uma busca no Google semelhante a “empresa de sistema de segurança residencial”.

    Na busca ele irá encontrar várias opções na primeira página, e poderá chegar até o site de uma empresa desse segmento. Mas provavelmente (sendo a primeira vez que entra em contato com a nossa empresa) não confiará de imediato e não prosseguirá com a compra, continuando a sua navegação.

    Algumas horas depois, o mesmo usuário abrirá o Facebook e, graças a uma campanha de remarketing (ou seja, que funciona apenas em usuários que já visitaram o mesmo site), irá aparecer para ele um anúncio que o convida a assinar a newsletter.

    Ou seja, para receber mais informações sobre o produto de sua procura. 

    Provavelmente o potencial cliente (que agora começa a conhecer melhor a empresa) irá registar-se por isso começará a receber periodicamente conteúdos de topo de funil por e-mail.

    Ou seja, primeiro conteúdo, depois informação sobre a empresa, e depois sobre os produtos e por fim também com desconto na primeira compra. Esse foi um exemplo prático de como utilizar o mix de mídia em sinergia com sua campanha.

    O mais importante: estude e continue sempre estudando o mercado do seu segmento de negócio e aplique essas estratégias, sem dúvida elas te ajudarão. 

     

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:

    publicidade

    social

    publicidade