Michael Campos

Como preparar sua empresa para a Black Friday

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos em primeira mão!

    Compartilhe

    Compartilhar no facebook
    Compartilhar no twitter
    Compartilhar no linkedin
    Compartilhar no pinterest
    Compartilhar no tumblr
    Compartilhar no whatsapp

    O maior evento de compra pode-se ser considerado recente no Brasil, porém, a Black Friday surgiu na década de 1960. O evento que acontece em Novembro, é muito comentado e divulgado, seja de boca a boca ou pela mídia. 

    Esse evento, geralmente, deixa as pessoas cada vez mais loucas para comprarem algo, isso porque, algumas lojas despencam os valores praticados nos produtos. Por outro lado, muitas empresas mal baixam os preços e fazem um marketing pesado das mercadorias. 

    Ao falar de Black Friday, é inevitável não comentar sobre o Dia de Ação de Graças, que é comemorado exclusivamente nos Estados Unidos para lembrar da celebração de nativos americanos junto com britânicos em uma boa colheita. Por lá, a Black Friday sempre acontece após o Dia de Ação de Graças. 

    No Brasil, não faz sentido comemorar a data americana que é voltada para uma parte dos valores patriotas de um americano. Nesse evento, muitas famílias se reúnem para passar o dia junto, e comer algo diferente. 

    A Black Friday começou a dar as caras nas terras brasileiras em 2010, desde então, grandes e pequenas empresas não perdem de jeito nenhum a chance de atrair clientes. A Black Friday é aplicada desde mercados, açougues, até empresas de informática. 

    Geralmente, comércios e empresas começam a praticar os preços do evento de forma antecipada, como uma forma de conseguir um lucro adiantado. Por exemplo, uma empresa de brindes personalizados já pode optar por divulgar um catálogo novo de promoções aos clientes. 

    Entretanto, o dia oficial para acontecer o evento é sempre na última sexta-feira do mês de novembro, e desde 2010, é raro ver uma loja não praticar o evento nas ruas do Brasil.

    Os primeiros anos do evento

    O termo Black Friday já foi usado para outras coisas, para se ter uma ideia, o primeiro registro do uso da palavra foi em 1869, quando dois acionistas de Wall Street resolveram comprar grandes quantidades de ouro dos Estados Unidos, para venderem por preços maiores. 

    Nesse mesmo ano, aconteceu o inesperado, em uma sexta-feira de setembro houve uma quebra do mercado de ouro americano, deixando várias empresas e investidores em um verdadeiro desespero financeiro. 

    Diferente do que muitos pensam, a Black Friday que conhecemos hoje, na verdade, não foi assim nos seus primeiros anos. 

    Nos Estados Unidos, era muito comum ver famílias comemorando o Dia de Ações de Graças e as próximas datas comemorativas com futebol americano. 

    Para entender melhor como era a Black Friday inicialmente, em 1960 os policiais da Filadélfia usavam o termo para se referir a sexta-feira após a data de comemoração da família.

    O futebol americano era tão presente nessa época do ano para os americanos, devido a grande rivalidade que acontecia entre o time da Academia do Exército Americano, e contra o da Academia da Marinha. 

    Devido ao clássico do esporte americano, muitas ruas dos Estados Unidos ficavam abarrotadas de pessoas para verem os jogos. 

    Nessa bagunça, pode-se imaginar muito trânsito, eventuais brigas, e muito trabalho à polícia local que conduzia a organização das pessoas. Ou seja, esses mesmos policiais não tinham descanso algum para lidar com os fanáticos por futebol. 

    Em contrapartida, toda essa bagunça favoreceu os comerciantes. Através de toda a confusão que era gerada nas ruas americanas, várias lojas aproveitavam para abrir as portas e aproveitar o movimento potencial. 

    Desde então, após anos e anos de muita bagunça nas ruas para assistirem a um clássico do futebol americano, criou-se um costume entre a população e as lojas para criar um movimento econômico. 

    Além disso, há também a prática de usar cores para remeter algumas questões que envolviam as condições financeiras de uma empresa, como o vermelho, que remete a prejuízos. 

    No Brasil, também em 2010, a Black Friday começou a dar suas caras na internet em um site chamado Busca Descontos, logo, mais de 50 lojas online começaram a adquirir a prática de preços baixos na data do evento. 

    A Black Friday vai além de conseguir atrair clientes através de preços baixos, pois é necessário dizer que a data pode trazer vários fatores positivos à uma empresa. 

    Ou seja, até mesmo uma empresa de brinde é capaz de conseguir um padrão de números de clientes. Entenda melhor abaixo. 

    Qual a importância da Black Friday?

    É fato que a Black Friday é uma oportunidade muito grande para que lojas e empresas possam lucrar mais do que os meses passados. Porém, a data vai muito além do que isso. O evento pode servir também para manter um lucro melhor nos próximos meses. 

    Em outras palavras, a Black Friday também é uma oportunidade para fidelizar clientes que, eventualmente, possam fazer compras novamente em seu estabelecimento ou empresa. 

    Para sustentar ainda mais a importância da Black no setor econômico de um país, deve-se lembrar que o evento anda paralelo ao e-commerce. 

    Como prova, uma pesquisa levantada pela Neotrust, mostra que as vendas em 2020 na internet foram 31% maiores do que no ano de 2019. 

    Por fim, considere o pensamento que sua empresa deve estar apta a um movimento maior de clientes, seja você um distribuidor de etiqueta adesiva ou produtor de alimentos. Para isso, é necessário preparar todos os setores da companhia para lidar com o fluxo de clientes. 

    Organize a empresa antes do evento

    É importante que o empresário, ou responsável pela gestão da empresa, tenha em mente que todas as preparações para lidar com a Black Friday devem ser feitas com antecedência. Fazendo isso, as chances de evitar contratempos serão ainda maiores. 

    Além disso, é importante que o gestor responsável promova eventos internos para motivar a equipe nos momentos mais tensos da Black Friday.

    Os fornecedores de brindes corporativos podem ajudar com alguns mimos que, de certa forma, irão melhorar o humor do funcionário no dia.

    Use redes sociais

    Com a internet ficando cada vez mais acessível para as pessoas, você pode aproveitar para divulgar posts estratégicos que deixaram seu público informado sobre as novidades relacionadas ao evento. 

    Invista em mídias pagas 

    Uma das alternativas mais fáceis que um empreendedor pode considerar, são os anúncios pagos que fará com que as informações das promoções do evento sejam divulgadas em massa. 

    Defina descontos estratégicos

    É importante que o público tenha um impacto no preço de um determinado produto, isso porque, por muito tempo, ele provavelmente estava observando os valores praticados na mercadoria. 

    Por exemplo, realize ações que mostrem que as suas mochilas promocionais estão realmente em promoção. 

    Desenvolva um alcance orgânico

    Nada adianta criar super promoções, e não ter o alcance ideal de pessoas para saberem das boas novas. 

    Por isso, Invista no SEO (Search Engine Optimization), um conjunto de estratégias que envolve palavras-chave e divulgações que fará com que o público-alvo venha até sua empresa naturalmente.

    Isso acontece com pesquisas simples, como “envelopamento automotivo SP”, que mostrará ao usuário as principais empresas do ramo. 

    Há todo um rankeamento que um mecanismo de busca faz, e isso tudo acontece através da forma que o responsável cuida do site. 

    Aproveite também, ao conquistar esse público, criar um atendimento humano ao cliente. Através de uma conversa de humano para humano, as chances de evitar problemas serão maiores. 

    Trabalhe melhor sua geolocalização

    É através da sua localização, que fará com que o público-alvo seja alcançado de uma maneira mais fácil, ou difícil. Considere instalar o seu comércio no lugar mais estratégico possível, e com uma boa decoração, envolvendo as cores corretas, um painel ACM adesivado para chamar atenção, e toda a estrutura da empresa. 

    No caso de vendas virtuais, considere que a competitividade é ainda maior. Nesse caso, é importante o empresário trabalhar com os seguintes fatores:

    • Funcionalidade dos produtos;
    • Valor;
    • Formas de pagamento;
    • Garantias;
    • Entrega.

    Trabalhar essas ações com qualidade, irá garantir uma boa reputação para a sua empresa.

    Seja diferente dos iguais

    Para se destacar, é importante que a empresa tenha hábitos diferentes da concorrência. Na Black Friday, não basta ter o melhor preço, é preciso ter o melhor atendimento, o melhor marketing, e também, entender o comportamento do consumidor. 

    Pense que até mesmo uma empresa que trabalha com papel para modelagem, pode se tornar referência no setor e passar a ser escolhida por todas as pessoas que necessitam de embalagens diferenciadas. 

    Uma das preparações para lidar com a Black Friday, é saber as tendências do mercado. É necessário que o empreendedor saiba quais as principais necessidades do consumidor. 

    Tendências para a Black Friday 2021

    De acordo com uma pesquisa recente realizada por uma financeira sobre as principais tendências de mercado para a Black Friday deste ano, aponta que 49% dos entrevistados pretendem comprar eletrodomésticos. 

    Por outro lado, 31% das pessoas pretendem adquirir acessórios e calçados, 31% desejam produtos de informática e outros 26% pretendem adquirir móveis. 

     

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:
    Compartilhar no facebook
    Compartilhar no twitter
    Compartilhar no linkedin
    Compartilhar no pinterest
    Compartilhar no tumblr
    Compartilhar no whatsapp

    publicidade

    social

    publicidade