Michael Campos

Como adotar a autogestão de forma eficaz

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos em primeira mão!

    Compartilhe

    Para as empresas mais inovadoras e atuais a autogestão se mostra como um dos principais recursos e elementos a serem implantados, proporcionando mais autonomia e fazendo com que seus colaboradores tenham mais liberdade diante das ações e decisões no dia a dia.

    Essa autogestão vai de encontro a um modelo atual de negócios, trazendo inovação e fazendo com que a empresa tenha em sua identidade essa busca pelo novo e por algo que entenda e atraia seus consumidores.

    As empresas que não costumam seguir essa linha de pensamento e adotar essa ferramenta, podem ser consideradas ultrapassadas e serem vistas de uma forma mais antiga diante do mercado, não tendo a máxima eficiência e eficácia em cada estratégia.  

    Por isso, é essencial que os líderes e gestores das empresas tenham em mente essa autogestão e consigam de fato estabelecer essas ações citadas, e implantar esse DNA mais atual e cada vez mais competente.

    Vamos imaginar uma empresa de usinagem de peças, ao ter essa autogestão como um dos pontos fortes em sua empresa, de fato as decisões e o trabalho em equipe em cada tarefa se tornam algo extremamente eficaz e o diferencial da empresa diante do mercado.

    Assim, é importante entender e ter de uma forma clara essas questões que envolvem essa autogestão, possibilitando um crescimento e fazendo com que a empresa tenha um método de trabalho mais conveniente.

    Com isso, hoje iremos falar justamente sobre a autogestão, portanto se você não tem esse conceito de uma maneira clara em sua mente, fique tranquilo. Neste texto você entenderá a significação, importância, as diferenças com outras ferramentas e tudo que envolve esse conceito.

    O que é autogestão?

    A autogestão está associada com uma forma de cultura organizacional mais ampla, fazendo com que as tarefas sejam divididas e os colaboradores tenham liberdade e uma certa autonomia diante de cada decisão.

    Nesse caso, se tem uma certa descentralização do poder, fazendo com que os colaboradores tenham responsabilidade diante das ações, e não reportando cada momento para os superiores.

    Por exemplo, em uma manutenção de equipamentos de medição, ao ter que tomar uma decisão mais importante nesse procedimento, os colaboradores têm certa liberdade para isso ser resolvido, assim gerando uma praticidade e um reparo dos erros de forma mais precisa e ágil.

    Logo, a empresa tende a ganhar com uma eficácia ainda maior e com mais responsáveis diante de cada ação desenvolvida, gerando esse ambiente de maturidade nas tomadas de decisões e em cada serviço.

    Um ponto de atenção durante esse processo, é que apesar de ter essa autonomia e um ambiente com certa liberdade, deve se ter regras e alguns conceitos e valores definidos, fazendo com que apesar da autonomia nas decisões, se tenha em mente onde cada um pode ir.

    Ao conseguir de fato ter uma eficácia e implantar essa autogestão de uma forma eficiente e com um bom funcionamento, por exemplo, na venda de uma câmara frigorífica de congelamento, a empresa contará com recursos e um cenário extremamente positivo.

    Dessa forma, continue acompanhando o texto e entenda a importância da autogestão em sua empresa, e o quanto esse recurso tende a ajudar e tornar sua empresa ainda mais versátil.

    Importância da autogestão

    A importância dessa ferramenta se dá através de uma série de recursos e de um cenário vantajoso para empresa, ao desenvolver uma boa autogestão a empresa conta com uma participação e produtividade ainda maior de seus colaboradores.

    Assim, fazendo com que essa eficácia de alguma forma seja transparente nas estratégias e no contato com o público, gerando ainda mais popularidade e um destaque da empresa no mercado de trabalho.

    A explicação desse fato, se dá principalmente através da responsabilidade e dessa autonomia estabelecida, fazendo com que os colaboradores tenham de forma clara em sua mente, as suas funções e os trabalhos a serem realizados.

    Desse modo, a empresa tende a ganhar em todos os sentidos, gerando profissionais ainda mais capacitados e vendo no dia a dia essa mudança e boa autogestão sendo conduzida.

    Por isso, desde as empresas de montagem elétrica industrial, aos mais diversos e variados negócios do mercado, devem levar em consideração e entender ainda mais sobre essa ferramenta importantíssima.

    Além disso, através dessa autogestão as empresas conseguem se adaptar de uma forma ainda mais eficiente, suportando aos momentos e sempre buscando o melhor para cada um independente da situação.

    Diante dessas informações e com o andamento do texto, de fato o entendimento tem se tornado mais fácil, mas para que não fiquem dúvidas diante de outros processos, acompanhe a seguir quais são as diferenças de Autogestão, Cogestão e Gestão Tradicional.

    Diferenças Autogestão, Cogestão e Gestão Tradicional.

    Diante do texto estamos evidenciando a autogestão e proporcionando mais conhecimento e um entendimento sobre cada etapa dessa ferramenta essencial, agora vamos acompanhar um pouco sobre esses outros conceitos para deixar claro a significação e utilização de cada um.

    Cogestão 

    A cogestão tem como um dos pontos de relação com a autogestão, proporcionar essa autonomia e uma participação ativa de seus colaboradores no dia a dia da empresa e em cada decisão.

    O ponto de diferença entre essas ferramentas, é que na cogestão se tem a figura presente de um líder, tendo esse ponto que diferencia esses dois conceitos.

    Mas não quer dizer que o líder tome todas as decisões, as ações ainda têm essa amplitude diante dos colaboradores, mas tendo essa figura à frente.

    Por exemplo, em uma empresa terceirizada de limpeza de escritório, a cogestão nesse serviço demonstrará na prática a junção e mescla da amplitude e certa liberdade, mas com uma figura de líder presente.

    Além disso, a cogestão pode ser um dos primeiros passos para se adotar uma autogestão.

    Portanto, esses dois conceitos têm características, um certo alinhamento, ações e movimentos parecidos diante do mercado.

    Gestão tradicional

    Já a gestão tradicional, em contrapartida, vai de encontro a um pensamento totalmente diferente que a autogestão e cogestão, tendo elementos e características que diferenciam demais esses processos.

    Na gestão tradicional, se tem de fato uma presença constante da hierarquia e deve ser sempre seguido as ações e ordens dos superiores, fazendo com que os colaboradores não tenham essa autonomia citada.

    Nesse caso, os funcionários são responsáveis apenas por suas tarefas, sem ter esses momentos de decisões e responsabilidades, além do que foi ordenado para que esse colaborador realize.

    Ao ter de uma forma clara as diferenças de outros conceitos e gestões do mercado, fica ainda mais prático entender e estabelecer o conceito que mais se identifica com os valores e ações da sua empresa.

    Com isso, ao decidir de fato seguir os pensamentos e características da autogestão, acompanhe o texto e veja alguns tópicos de como implantar essa ferramenta em sua empresa, tendo características e uma utilização única em seu dia a dia.

    Como implantar uma autogestão eficaz

    Adotar uma boa autogestão vai de encontro a organização e em como a empresa estabelece suas características, valores e ações diante do mercado, criando essa autonomia e tendo ainda mais acesso às vantagens e utilização dessa ferramenta.

    Por isso, a implantação desse recurso deve ser realizada de forma constante, fazendo com que a empresa esteja pronta para essa transformação e consiga estabelecer em seu DNA esse modelo mais inovador de gestão.

    Assim, desde um projeto de fundação preço a uma empresa de publicidade, a dúvida principal que surge é em como reunir essas características e ter uma eficácia na implantação, mas fique tranquilo! A seguir destacamos alguns tópicos para uma facilitação nesse processo.

    • Tenha uma cultura organizacional fortificada;
    • Tenha uma rotina de controle diante das tarefas;
    • Estabeleça as ações e processos produtivos;
    • Defina as prioridades diárias, semanais e mensais;
    • Todos devem entender o intuito da empresa;
    • Ter um plano de ação e proatividade.

    Ao reunir essas características em sua empresa, e sempre buscar um aprimoramento diante de cada ponto, o seu negócio se mantém em um bom caminho para essa autogestão.

    Com isso, tendo ainda mais precisão e um caminho a ser trilhado, buscando essa facilitação e cada característica para um sucesso e crescimento constante da empresa.

    Por isso, acompanhe por fim as vantagens da autogestão e como é importante trabalhar de forma eficaz para conquistar clientes. 

    Vantagens da autogestão

    Os motivos para implantar e adotar essa autogestão em sua empresa são os mais diversos possíveis, conseguindo demonstrar de forma antecipada o quanto é extremamente rentável e vantajoso conhecer e adquirir esses movimentos em sua empresa.

    O impacto desses movimentos se dá desde momentos internos como já citados, como uma eficácia, por exemplo, em uma pessoa que está buscando um capacho personalizado para comprar, tendo esse impacto e uma maior propagação dos conteúdos diante do mercado.

    Assim, acompanhe algumas vantagens dessa autogestão e como através dessas ações se conquista e atrai seus consumidores.

    • Promove e incentiva a liderança em todos os colaboradores;
    • Estimula o consenso para a tomada de decisões;
    • Empresa se mostra mais organizada;
    • Permite o acesso e alinhamento através das informações;
    • Humaniza as relações e contatos estabelecidos;
    • Gera autonomia para esse desenvolvimento.

    Diante dessas vantagens fica claro o quanto a autogestão só incentiva e promove a sua empresa a uma transformação positiva e a um caminho extremamente vantajoso quando se pensa nos fatores internos e externos da empresa.  

    Assim, sendo algo importante nos mais diversos meios, atendendo desde uma empresa de impressão em chapa de acrílico aos mais variados negócios do mercado.

    Portanto, é essencial que se tenha em mente e busque essa implantação e conhecimento, possibilitando e estabelecendo uma eficácia nos processos e um caminho para inovação. 

     

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:

    publicidade

    social

    publicidade