Michael Campos

Benefícios do marketing cultural para sua empresa

Guia de Investimento
Guia de Investimento

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos em primeira mão!

    Compartilhe

    Compartilhar no facebook
    Compartilhar no twitter
    Compartilhar no linkedin
    Compartilhar no pinterest
    Compartilhar no tumblr
    Compartilhar no whatsapp

    A principal função do marketing é desenvolver estratégias que possam otimizar a relação de um negócio com os seus mais variados públicos, passando por fornecedores, clientes e concorrentes. E certas ações podem agir de forma indireta, como no marketing cultural.

    Uma prática que entre diversas atividades atua principalmente na criação de uma imagem positiva a um negócio, diante do seu empenho em participar na produção de conteúdos artísticos, permitindo com que eles sejam apresentados ao público.

    Independentemente se tal audiência faça parte ou não do seu público de clientes a serem alcançados, já que o foco em tal tipo de ação é justamente adotar uma imagem mais positiva para o seu empreendimento, não visando somente o seu índice de lucro.

    Existindo um foco maior na relação a ser formada com sua audiência, criando-se assim até mesmo um diferencial competitivo no mercado. Com o público preferindo recorrer a uma agência gráfica de impressão digital a laser por causa de suas ações de patrocínio.

    Tal como um negócio que fornece o investimento necessário para que um campeonato de skate possa ocorrer dentro de um espaço específico e que diante de tal atitude pode atrair a atenção de novos públicos a esse negócio, em relação aos seus concorrentes.

    Isso acompanha um novo estado das relações comerciais, no quais os clientes prezam cada vez mais por fazerem negócios com uma empresa que contribua para o espaço ao qual se encontra, trabalhando com empresas que se preocupem com seus impactos.

    Principalmente quando envolve atividades que possam resultar em algo prejudicial ao seu cenário próximo, tal como o papel das indústrias em relação ao meio ambiente, já que muitas dessas companhias acabam por adotar uma posição antagônica à natureza.

    Com a diferença de que hoje os clientes observam com importância tal tipo de impacto negativo, sendo importante para essas companhias trabalharem junto de um plano de controle ambiental, de forma a reduzir os seus danos aos ambiente.

    E é justamente esse comportamento mais reativo do público que leva a relevância de adotar ações que possam garantir uma melhor percepção sobre tais negócios, destacando assim a sua preocupação com pontos que vão além dos seus produtos e serviços.

    Levando assim à importância do citado marketing cultural.

    Como essa estratégia de marketing se diferencia?

    O marketing cultural funciona principalmente através dos incentivos culturais a serem adotados por uma empresa. A permitir com que ações e movimentos culturais consigam ser realizados, diante de um investimento claro em cima dessas produções.

    O que pode envolver um número amplo de conteúdos voltados ao meio cultural  artístico, entre eles:

    • Feiras culturais;
    • Festivais musicais;
    • Exposições;
    • Distribuição de bolsas de incentivo.

    Ou seja, ações que permitam com que uma atividade vertente cultural consiga ver a luz do dia em suas respectivas áreas. Contando com o apoio, seja em estrutura ou patrocínio, de negócios diversos, tais como uma distribuidora de papel toalha.

    Isso porque além do investimento financeiro, tal negócio também pode fornecer seus produtos para a realização de uma feira gastronômica, por exemplo, garantindo um gasto a menos para esse tipo de evento cultural, enquanto ajuda uma empresa a se destacar.

    Existindo claramente uma situação de interesse por parte das empresas que atuam como patrocinadora ou fornecedores de tais relações culturais, sendo uma das responsabilidades do marketing cultural justamente esclarecer ao público como isso pode ser algo positivo.

    Permitindo com que uma companhia adote ações que possam ser positivas não apenas ao cenário social, como também para as atividades a serem executadas em relação ao investimento interno de um negócio.

    Como uma papelaria que passa a trabalhar com uma empresa de reciclagem, em busca de oferecer ao público uma linha de produtos reciclados, cuja parte do valor de vendas é repassado para ações voltadas aos cuidados à natureza.

    Uma ação que se relaciona com o chamado marketing social, que assim como o marketing cultural atua no processo de branding de uma empresa, possibilitando com que uma empresa de tradução de documentos consiga ter uma melhor percepção do público.

    Destacando assim a missão e os valores de tal companhia, diante do processo de investimento em atividades culturais por parte de tal empresa, reconhecendo a importância disso para a sociedade.

    Isso é um processo que além de fortalecer tal marca junto ao seu público, pode garantir uma série de benefícios para as companhias que apostam nesse modelo cultural de marketing.

    Benefícios do marketing cultural

    Existe uma série de vantagens comerciais que explica o motivo pelo qual cada vez mais as empresas buscam trabalhar com esse tipo de estratégia, indo além da preocupação social do seus administradores, por mais que isso também tenha que ser levado em conta.

    Por parte dos negócios que adotam tal tipo de estratégia, existe uma série de benefícios que devem ser considerados para que seja definida alguma ação em relação a esses patrocínios culturais, resultando em pontos positivos como:

    Vantagem competitiva

    O mercado se encontra cada vez mais competitivo, muito por causa das ferramentas trazidas pelas plataformas digitais, a apresentarem um conjunto enorme de profissionais quando se pesquisa na internet por um advogado de divórcio, por exemplo.

    Logo, existe por tais empresas hoje o desafio em garantir com que suas ações consigam se sobressair em relação aos seus concorrentes diretos  indiretos. E para conquistar tal posição de destaque é importante trabalhar com atitudes diversas.

    E o investimento no marketing cultural pode ser uma saída nesse sentido, fazendo com que o público tenha um apreço maior por suas atividades comerciais, em comparação com outras empresas presentes no mercado.

    Fortalecimento do branding

    Para destacar a imagem de uma companhia, a ponto de ser um diferencial competitivo, é importante associá-la com artigos que possam ser vistos com importância por parte do público ao qual tais empresas buscam atingir em primeiro lugar.

    Atrelando tal companhia a uma causa social, como uma empresa de recepção que além de tudo com um programa de contratação de pessoas socialmente vulneráveis, pode também incentivar uma série de ações culturais, fortalecendo assim a sua marca social.

    Incentivo fiscal

    Outro ponto importante em relação ao patrocínio de eventos e ações culturais está no incentivo fiscal associado à tal atividade, já que existe um abatimento fiscal de impostos para as empresas que reservarem parte dos seus recursos com o custeio dessas ações.

    Como no sistema implantado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, conhecida como a Lei Rouanet, no qual as empresas podem atuar com cotas de patrocínio para produções culturais diversas.

    E como retribuição a isso, recebem uma certa porcentagem de abate em relação aos seus tributos fiscais a serem pagos.

    Destaque com o público jovem

    Um dos maiores desafios para o mercado está em renovar o seu público, principalmente quando se fala de atividades voltadas à indústria ou a serviços mais técnicos, como uma companhia responsável por realizar manutenção de geradores diesel.

    Para esses casos tão específicos, apostar no marketing cultural pode ser a maneira ideal para com que tal empreendimento consiga ao menos ser visualizado por uma audiência mais jovem, ao destacar o seu nome como patrocinadora de um evento cultural.

    Permitindo assim que seja possível uma renovação de público para tais negócios, mesmo que a longo prazo. E para se ter acesso a todos os benefícios citados é preciso também definir qual modelo de marketing pode ser o mais adequado ao seu projeto comercial.

    As categorias do marketing cultural

    Da mesma forma com que existe uma variedade de eventos culturais que podem servir como foco para uma companhia, encontra-se também uma diversidade de modelos associados ao marketing de cultural, dividindo-se em variações como:

    • De fim;
    • De agente;
    • De meio;
    • Misto.

    Cada um podendo ter um destaque diferencial para uma empresa que atua com serviços de inspeção elétrica predial, além de outras atividades no setor elétrico. Existindo características específicas para cada uma dessas categorias.

    Com o marketing cultural de fim atuando diretamente com o desenvolvimento de um produto ou serviço voltado ao âmbito cultural. Em contraste com a contratação de um agente, tal como um produtor cultural a se responsabilizar por tais ações. 

    Diferentemente dessas ações é possível e até mais comum que as empresas optem por patrocinar atividades culturais, exatamente como ocorre com o marketing cultural de meio, assim como o modelo misto, onde duas ou mais empresas investem em um projeto.

    Tudo a permitir com que diferentes atividades culturais possam ser realizadas na sociedade, contanto com o apoio de empresas privadas, que diante de tal investimento cultural e social, podem contar também com uma percepção diferente por parte de tais companhias.

     

    Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

    Compartilhe:
    Compartilhar no facebook
    Compartilhar no twitter
    Compartilhar no linkedin
    Compartilhar no pinterest
    Compartilhar no tumblr
    Compartilhar no whatsapp

    publicidade

    social

    publicidade